Urgências de obstetrícia e pediatria mantêm fechos rotativos até janeiro. Saiba quais os hospitais que vão estar abertos

Agência Lusa , AG
2 out, 21:12
Hospital Santa Maria

Serviço Nacional de Saúde anunciou os mapas para este inverno, confirmando que a região de Lisboa e Vale do Tejo é a mais afetada

A direção executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) divulgou esta segunda-feira o mapa de urgências de pediatria para o inverno, com o Norte a manter 11 urgências, o Centro oito e o Alentejo as três existentes.

“O Norte manterá 11 urgências em funcionamento pleno, a região Centro oito urgências em funcionamento pleno, assim como o Alentejo (com as três urgências a operar)”, segundo informação divulgada pela DE-SNS.

Lisboa e Vale do Tejo apresenta oito Urgências a funcionar em pleno, duas urgências com horário diurno e quatro urgências com constrangimentos, sendo claramente a região mais afetada. A região do Algarve terá uma urgência em funcionamento pleno e uma com constrangimentos, em pelo menos um dos polos (Faro/Portimão), indica a mesma informação.

Foi também revelado o mapa de urgências de obstetrícia, com o Estado a anunciar que 13 maternidades vão estar em pleno funcionamento na região Norte. O Alentejo mantém as três unidades em funcionamento, enquanto o Algarve continua a ter a sua única unidade a funcionar também. No resto do país há mais constrangimentos, sobretudo em Lisboa e Vale do Tejo.

A região onde se situa a capital vai ter apenas quatro das suas maternidades em funcionamento pleno. Outras oito terão encerramentos agendados, uma será deslocalizada por causa de obras e haverá três maternidades do setor privado a funcionar para suprir as necessidades. Quanto ao Centro, uma maternidade vai ter dias de encerramento agendados, com as restantes seis a funcionarem em pleno.

Segundo a DE-SNS, a decisão é válida para os meses de outubro de 2023 a janeiro de 2024, em todas as regiões do país.

A direção do SNS reitera a importância de, antes do recurso a unidades de saúde, contactar previamente a linha SNS 24 (808 24 24 24) e lembra que em situações de emergência, o contacto deve ser feito diretamente para o 112.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados