Financiamento do ISCTE: Ex-ministro João Leão e reitora da universidade chamados ao parlamento

Agência Lusa , RL
26 abr, 20:56
João Leão, ministro das Finanças

Em causa está o financiamento público do projeto de um centro de investigação da universidade

O ex-ministro das Finanças João Leão e a reitora do ISCTE, Maria de Lurdes Rodrigues, vão ser ouvidos no parlamento devido ao financiamento público do projeto de um centro de investigação daquela universidade.

Os deputados da Comissão de Educação e Ciência aprovaram esta terça-feira por unanimidade o requerimento para ouvir no parlamento os dois responsáveis, avançou à Lusa Tiago Estêvão Martins, deputado socialista que faz parte da comissão parlamentar.

O requerimento foi apresentado pelo grupo parlamentar do PSD na sequência das notícias avançadas pelo Jornal Público relativas ao processo de financiamento do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologias do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

O PSD solicitou a presença de Maria de Lurdes Rodrigues, reitora do ISCTE, e de João Leão, que é o atual vice-reitor da instituição e era ministro das Finanças quando foi aprovada a verba de financiamento do novo centro de investigação.

“O requerimento foi votado a favor por unanimidade. No nosso entendimento este é um assunto relevante e é do interesse público que se possa ouvir os próprios”, disse Tiago Estêvão Martins.

João Leão foi nomeado vice-reitor do ISCTE dois dias depois de ter deixado o Governo. Em causa está o financiamento público do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologias do ISCTE.

Tanto João Leão como a reitoria do ISCTE disseram ao Público que “a negociação e solicitação [do financiamento] resulta sempre do Ministério e membros do governo respetivos, neste caso do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES)”, recusando qualquer intervenção do ex-governante.

Educação

Mais Educação

Patrocinados