Luís Castro: «Sou treinador do Al Nassr, não sou um adepto»

4 dez 2023, 18:15
Ronaldo e Luís Castro (FOTO: Al Nassr)

Treinador teve de explicar a ausência de Cristiano Ronaldo no Tajiquistão para o último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões asiática

Cristiano Ronaldo não viajou para o Tajiquistão onde, esta terça-feira, o Al Nassr vai defrontar o Istiklol, no último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões asiática, numa altura em que o clube saudita já garantiu a qualificação e o primeiro lugar do Grupo E. Luís Castro, na conferência de antevisão do jogo, justificou a ausência do internacional português devido a «queixas físicas», mas a imprensa local colocou em causa a veracidade destas declarações.

A verdade é que se gerou muita expetativa pela possível chegada de Cristiano Ronaldo ao país, a que se seguiu uma enorme desilusão, depois de confirmada a sua ausência. Um jornalista perguntou mesmo a Luís Castro se estava a dizer a verdade sobre a condição física do jogador português.

«Eu sou treinador do Al Nassr, não sou um adepto. Respeito-te muito, mas não podes fazer essa pergunta assim ou dizer isso sobre o Cristiano Ronaldo», respondeu o treinador.

O jornalista justificou a pergunta com a «enorme expetativa do povo do Tajiquistão em querer ver o jogador em ação, mas Luís Castro respondeu de forma diplomática garantindo que, mesmo sem Cristiano Ronaldo, o Al Nassr irá apresentar-se como uma equipa competitiva, para lutar por mais um triunfo.

«Entendo o amor pelo Cristiano Ronaldo, muitos o idolatram e ele gostaria, com certeza, de visitar o mundo inteiro. Respeitamos o adversário, mas pretendemos vencer para estar os melhores líderes», destacou ainda Luís Castro.

O Al Nassr é líder do Grupo E, com 13 pontos em cinco jogos,  destacando-se à frente dos iranianos do Persepolis, dos cataris do Al-Duhail e dos tajiques do Istikol, já com a qualificação para a fase a eliminar assegurada.

Relacionados

Patrocinados