Marcelo reage à ação criminal do Chega: “É a democracia, os partidos são livres de tomarem iniciativas. É a vida”

5 mai, 13:42

Em reação à intenção do Chega de avançar com uma ação criminal inédita por "traição à pátria", Marcelo Rebelo de Sousa desvalorizou a situação, lembrando que é um exemplo da democracia em funcionamento.

"Os partidos são livres de tomarem iniciativas. É a vida”, disse.

O grupo parlamentar do Chega vai reunir na segunda-feira com um conjunto de conceituados juristas e professores de direito para avaliar a possibilidade de abrir uma inédita ação criminal contra o Presidente da República por “traição à pátria”. 

Política

Mais Política

Mais Vistos

Patrocinados