«Sei o jogador que era, estes jogadores são muito melhores que eu»

Vítor Maia , D. Afonso Henriques, Guimarães
2 out, 00:04

O técnico do Vitória deixou elogios à sua equipa, mas recusou o clima de euforia após o empate contra o Benfica

Ainda que não tenha alinhado num discurso de euforia, Moreno deixou bastantes elogios aos seus jogadores após o empate sem golos na receção ao Benfica, em jogo da oitava jornada Liga.

«Gostava de ter tido mais qualidade, mas o adversário não permitiu. Sei o jogador que era, mas estes jogadores são muito melhores que eu. Era um jogador emotivo, gostava de ir aos duelos e hoje o jogo levou-nos para isso. Mas para ter potos, precisamos de melhorar a qualidade de jogo. Faltou-nos algum discernimento para sair com mais critério e clase. Há uma coisa que adoro nas minhas equipas: que sejam disciplinadas, rigorosas e que percebam tudo o que têm de fazer. Hoje a minha equipa foi assim», disse, em conferência de imprensa.

De seguida, o técnico do Vitória explicou como sentiu o balneário imediatamente após a partida.

«Somos um grupo equilibrado. Era ter tiques de vedetismo estarmos revoltados por termos empatado com o Benfica. Fizemos o que ainda ninguém tinha conseguido fazer. Ficámos com a sensação de dever cumprido, mas não há euforia. Não há craques nem vedetas aqui para não estarmos satisfeitos com o jogo. Com o desenrolar do jogo, poderíamos ter vencido. Não conseguimos, mas não é nenhum drama. O Benfica não deixa de ter um treinador competente nem de ser uma grande equipa. O que fizemos deve ser valorizado», acrescentou. 

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados