«O Gil está numa situação difícil, quem não percebeu isso é pouco inteligente»

19 abr, 16:33
Tozé Marreco (Gil Vicente)

Tozé Marreco está confiante de que a equipa «vai dar a volta» ao mau momento

Antes da estreia como treinador na Liga, Tozé Marreco apelou ao «espírito guerreiro» do Gil Vicente frente ao Moreirense, no sábado, na 30.ª jornada.

«A organização é um ponto fulcral na equipa, mas temos de aliar a isso a qualidade na crença, na vontade, na ambição e no espírito de sacrifício que tem de haver nestes momentos. Temos de ter um espírito guerreiro para superar esta fase», disse o técnico que deixou o Tondela para ocupar a vaga deixada por Vítor Campelos nos gilistas.

A equipa de Barcelos, segundo Tozé Marreco, está numa situação «difícil». Os gilistas ocupam a 14.ª posição, com 28 pontos, e estão na luta pela permanência.

«Não podemos esconder os problemas ou varrê-los para debaixo do tapete. O Gil Vicente está numa situação difícil e quem não percebeu isso é pouco inteligente. Já não há tempo para deixar andar. Precisamos de estar todos envolvidos e conscientes no que é preciso fazer. Estou confiante que vamos dar a volta», frisou o técnico.

Tozé Marreco assumiu que encontrou um plantel «desconfiado de si próprio» e alertou que não é «um mágico ou um milagreiro».

«Sozinho, não vou conseguir fazer nada. O que queremos melhorar já identificámos, quer na parte defensiva, quer na parte ofensiva. Vamos alterar algumas coisas, que por enquanto prefiro não divulgar», vincou.

O treinador reconheceu que seria «pouco inteligente não aproveitar as muitas coisas boas deixadas por Vítor Campelos», mas revelou que a equipa que vai apresentar sábado já tem algum do seu cunho pessoal.

«Vou adaptar essas coisas boas às minhas características e ao que é preciso fazer. Não faz sentido pedir coisas na organização e, depois, não ter executantes para as aplicar», sublinhou.

«Temos uma estratégia bem definida, e todos sabem o que têm de fazer. Agora, é ir para a luta, sabendo que vai ser um jogo em que vamos ter dificuldades, mas que o Moreirense também vai enfrentar um Gil Vicente muito forte a preparado», afirmou Tozé Marreco, que falou num adversário «forte», mas que tem «pontos fracos» que «podem ser explorados».

O treinador garantiu ainda que pretende retribuir a confiança que recebeu dos responsáveis gilistas.

«Foi um ato de coragem do Gil Vicente em confiar num treinador jovem. E isso foi importante para mim, além da grandeza deste clube, com história no futebol português. Certamente, havia centenas de treinadores disponíveis, mas foi a mim que convidaram», destacou.

«Só penso em ganhar três pontos no próximo jogo, e não vale a pena pensar mais do que isso. Temos cinco semanas para manter esse espírito e vamos analisar o que se passa. Quando não for possível ganhar, temos de sair com pontos», concluiu.

O Gil Vicente joga no sábado no terreno do Moreirense, em jogo agendado para as 15h30 que poderá seguir AO MINUTO no Maisfutebol.

Relacionados

Patrocinados