Descubra as diferenças na Liga: quem perdeu e quem ganhou pontos e golos

5 dez 2023, 09:00
A nova bola da Liga para 2023/24 (DR: Liga Portugal)

Líder Sporting é a equipa que lidera na comparação. Benfica em perda em todos os parâmetros, FC Porto com registo ofensivo em mínimos históricos e, apesar deles, o campeonato a ganhar golos como há muito não se via. Análise, agora que passou um terço da competição.

O Sporting voltou à liderança na ronda que dobrou o primeiro terço do campeonato e reforçou a recuperação em relação à época passada, quando soma mais nove pontos do que há um ano. Em sentido oposto, o Benfica é o único dos candidatos ao título que perdeu pontos na comparação. Foram cinco em 12 jornadas.

A liderança do Sporting assenta em apenas cinco pontos perdidos, no empate em Braga e na derrota no dérbi. Os leões já jogaram em casa de dois dos principais rivais e jogos como o desta segunda-feira, na reviravolta ao Gil Vicente, reforçam a ideia de uma campanha sólida. Mas também de que os pontos estão caros neste campeonato e está tudo ainda muito cerrado na corrida ao título. O campeonato ainda vai ter muita história, como disse Rúben Amorim.

Seis equipas apenas a ganhar na comparação

O FC Porto, apesar de estar no terceiro lugar, tem mais dois pontos do que tinha há um ano. Está a três da liderança, antes de visitar Alvalade daqui por duas semanas. O Sp. Braga também melhora na comparação, com mais um ponto do que na época passada por esta altura.

Depois do Sporting, o Famalicão é a equipa que mais pontos ganhou em relação à última temporada: mais cinco, que traduzem a diferença entre o sétimo lugar atual e o 14º há um ano. Só há mais duas equipas que ganham na comparação com a última temporada: o Vitória e o Gil Vicente, com mais dois pontos cada um.

No sentido oposto, quem mais perde são o Casa Pia e o Arouca. Duas equipas que vêm de épocas marcantes: os Gansos estavam no quarto lugar há um ano por esta altura, enquanto o Arouca embalava para uma temporada que acabou com a presença nas competições europeias. Agora, têm ambos menos dez pontos do que há um ano.

Este é de resto um campeonato em que se intrometeram, sem cerimónias, as equipas que subiram esta temporada. O principal destaque é o Moreirense, que está no sexto lugar, mas também o Farense, oitavo por esta altura. É também um campeonato mais equilibrado no fundo da tabela do que há um ano, quando Paços Ferreira e também Marítimo já começavam a descolar do pelotão. Agora há apenas dois pontos a separar as últimas seis equipas na tabela.

FC Porto, menos golos só há 30 anos

No cenário global da Liga, há mais indicadores que enquadram as diferenças de um ano para o outro. Entre eles os golos, e aqui com dados relevantes. Entre os candidatos, o Sporting é a única equipa que tem mais golos marcados e menos sofridos do que há um ano.

O FC Porto piora muito nesse capítulo. Há um ano tinha 27 golos marcados em 12 jornadas, esta época soma apenas 18. É apenas o nono melhor ataque da Liga e este é aliás o seu pior registo ofensivo no campeonato nacional em mais de trinta anos.

É preciso recuar até 1991/92 para encontrar um dragão menos eficaz frente à baliza. Nessa época tinha 15 golos marcados e apenas um sofrido, numa campanha em que terminou campeão. Em contrapartida, o FC Porto mantém a solidez defensiva. Tem a defesa menos batida do campeonato e os oito golos sofridos estão em linha com o ano passado.

Benfica, golos também em mínimos históricos

O Benfica piora em ambos os parâmetros. Com 23 golos nas primeiras 12 rondas, e depois do primeiro nulo no campeonato, frente ao Moreirense, o campeão em título marcou menos 11 golos do que há um ano. Também é um número com peso histórico. Há dez anos que as águias não marcavam tão pouco nas primeiras 12 jornadas: em 2013/14 tinham 22 golos por esta altura, mas isso também não impediu que festejassem o título no final da época.

Mas o Benfica perde também no plano defensivo. Em 2022/23 tinha apenas seis golos encaixados por esta altura, agora já leva nove, o seu pior registo defensivo em quatro épocas.

Quanto ao Sp. Braga, melhora o registo ofensivo, com 33 golos, mais cinco do que há um ano e que valem o melhor ataque do campeonato, mas sofre mais golos esta época: 19, mais oito do que nas primeiras 12 jornadas da época passada.

Média de golos dispara, apesar de... Benfica e FC Porto

O Sp. Braga é a equipa que mais contribui para aquela que é uma tendência evidente desta Liga, que tem visto marcarem-se muitos mais golos do que é habitual. Nesta altura, com 312 golos marcados no total, a média é de 2.92 por jogo, claramente o melhor registo deste século.

Mais curioso ainda, não são os «grandes» a contribuir para esse aumento. Benfica e FC Porto, a que se junta o Casa Pia, são aliás as únicas equipas que pioram no registo ofensivo. Todas as outras equipas que estiveram na Liga na época passada estão a marcar mais golos este ano. O outro lado da moeda é que também estão a sofrer mais.

Além do Sporting, só há duas equipas que melhoram no registo defensivo. O Famalicão tem menos três golos e o Arouca também tinha mais um golo sofrido há um ano. E também mais um marcado. Mas não serve de grande consolo. Se na época passada esse saldo valia 19 pontos, este ano corresponde ao último lugar da tabela.

Esta época, é o Moreirense quem está a tirar proveito máximo do equilíbrio entre a eficácia ofensiva e sobretudo a solidez defensiva. Sem sofrer golos há mais de um mês, somou três vitórias consecutivas por 1-0, antes do nulo que impôs ao Benfica.

A diferença de pontos e golos em relação à época passada

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados