Detetada legionela em instalações dos trabalhadores do Metro de Lisboa

Agência Lusa , PF
13 mar, 19:52
Metropolitano de Lisboa (foto: AWAY/ DR)

Metropolitano de Lisboa garantiu ainda que não se verificou nenhum caso clínico em trabalhadores da empresa

O Metropolitano de Lisboa detetou a bactéria da legionela em duas torneiras de instalações sanitárias utilizadas exclusivamente por trabalhadores, adiantou à Lusa a empresa, acrescentando que não se registou nenhum caso clínico em funcionários.

A deteção ocorreu na sequência das análises periódicas no âmbito do Plano de Prevenção e Controlo da Bactéria Legionella efetuado pelo Metropolitano de Lisboa para monitorizar as suas redes, sistemas e equipamentos, explicou a empresa, em comunicado.

“Das 143 análises efetuadas, foram detetadas duas situações de risco elevado em duas torneiras de instalações sanitárias para utilização exclusiva dos trabalhadores da empresa”, referiu.

A notícia tinha sido avançada na terça-feira pelo jornal Correio da Manhã, que destacou que o Metropolitano de Lisboa detetou a bactéria da legionela nas oficinas situadas na Pontinha.

De acordo com o comunicado enviado à Lusa, após a deteção o Metropolitano de Lisboa procedeu, de imediato, à comunicação ao Delegado de Saúde, que ordenou o encerramento das duas instalações sanitárias, bem como a realização de um choque térmico e químico às referidas instalações, o que se encontra em fase de realização, após o qual serão realizadas novas análises.

O Metropolitano de Lisboa garantiu ainda que não se verificou nenhum caso clínico de legionela em trabalhadores da empresa.

“A empresa prosseguirá com o desenvolvimento do seu Plano de Prevenção e Controlo da Bactéria Legionella, com o objetivo de monitorizar e implementar as medidas preventivas e corretivas”, frisou.

A doença do legionário, provocada pela bactéria Legionella pneumophila, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Saúde

Mais Saúde

Mais Lidas

Patrocinados