Dani Alves condenado a quatro anos e seis meses de prisão

22 fev, 09:17
Julgamento de Dani Alves (EPA/ALBERTO ESTEVEZ / POOL IMAGE)

Por agressão sexual numa discoteca a 30 de dezembro de 2022, em Barcelona

Dani Alves foi condenado por um tribunal de Barcelona a quatro anos e seis meses de prisão por agressão sexual numa discoteca da cidade, a 30 de dezembro de 2022.

A sentença prevê ainda o pagamento de uma indemnização de 150 mil euros à vítima e proibição de contacto, além de cinco anos de liberdade vigiada. No entanto, o antigo jogador pode recorrer da sentença aplicada pelo tribunal que entendeu ter ficado provado que não houve consentimento por parte da vítima e que existem provas da violação, além do testemunho da própria jovem de 23 anos.

Apesar da sentença ser passível de recurso no Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, é altamente improvável que Dani Alves aguarde novo julgamento em liberdade, uma vez que todas as tentativas efetuadas até agora foram negadas devido a elevado risco de fuga do jogador.

Refira-se que o Ministério Público espanhol pedia uma pena maior para o ex-internacional brasileiro: nove anos de prisão.

Lembre-se que ao longo de todo o processo Dani Alves apresentou várias versões do sucedido na discoteca Sutton, mas não conseguiu escapar à condenação por ter violado uma jovem de 23 anos.

O antigo jogador de Sevilha, Barcelona, PSG, Juventus, São Paulo, entre outros, estava detido desde janeiro de 2023.

Relacionados

Patrocinados