Buscas na casa de Diego Costa: suspeita de crimes com apostas

1 out 2021, 00:04
Diego Costa

Internacional espanhol é suspeita da prática de «exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão fiscal e organização criminosa»

Diego Costa está a ser investigado pela Polícia Federal brasileira de Sergipe, estado de onde é natural. 

Segundo o comunicado das autoridades daquele país, o avançado do Atlético Mineiro é suspeito de estar envolvido em prática de «exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão fiscal e organização criminosa» envolvendo um site de apostas desportivas. 

No âmbito da investigação que começou no início do ano Polícia Federal já realizou buscas na casa do internacional espanhol que, de acordo com o Globo Esporte será alegadamente um dos financiadores do esquema. 

As autoridades referem ainda que «na primeira fase da operação» foram «apreendidos documentos e equipamentos electrónicos que permitiram o aprofundamento da investigação». 

Por sua vez, o Atlético Mineiro reagiu em comunicado e sublinhou que desconhecia os factos e que estes «são anteriores à chegada de Diego Costa ao clube». Ainda assim, o Galo garantiu que «dará todo o apoio que for necessário» ao jogador de 32 anos. 

O comunicado da Polícia Federal:

«A Polícia Federal deflagra na manhã desta quarta-feira, dia 30/09/2021, a segunda fase da operação DISTRAÇÃO, com o objetivo de obter provas para investigação que apura suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão fiscal e organização criminosa envolvendo o site de apostas ESPORTENET, seus proprietários, operadores financeiros e financiador.

Na primeira fase da operação, deflagrada em 03/03/2021, foram apreendidos documentos e equipamentos eletrónicos que permitiram o aprofundamento da investigação e a quantia de R$ 13.129.217,00 [cerca de dois milhões de euros] em espécie. Com base nas provas coletadas, foi possível identificar outras plataformas de aposta utilizadas pelo grupo e empresas físicas e pessoas jurídicas utilizadas para lavagem de dinheiro e evasão fiscal. 

Além disso, foi constatada a participação de doleiros que auxiliam a organização criminosa no processo de evasão fiscal, bem como a participação de um jogador de futebol que, supostamente, é o financiador do esquema criminoso.

Nesta fase, a investigação está concentrada no processo de evasão fiscal, com foco nos doleiros e no financiador do site de apostas.

Estão sendo cumpridos 07 mandados de busca e apreensão: 02 em Itabaiana/SE, 01 em Lagarto/SE, 02 em Simão Dias/SE, 01 em Salvador/BA e 01 em São Paulo/SP. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 6ª Vara Federal de Itabaiana/SE.

Também estão sendo cumpridos mandados de sequestro de bens pertencentes aos envolvidos no esquema criminoso.»

 

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Mais Lidas

Patrocinados