Hacker invade conta no Booking de hotel em Lisboa e ganha meio milhão de euros com falsas reservas

6 jul, 22:02

Prejuízos ainda estão por calcular. Hacker enviava um link para pagamento aos clientes, desviando todo o dinheiro à revelia dos donos do hotel

Um hacker infiltrou-se na conta do Booking de um hotel em Lisboa, o Marino Boutique Hotel, e conseguiu apoderar-se de quase meio milhão de euros em reservas falsas. Através da conhecida plataforma online que permite fazer reservas de hotéis e apartamentos, estabeleceu contacto direto com centenas de clientes, que caíram no esquema, entre 12 e 16 de junho. Bastou, para isso, ao pirata informático deixar a unidade hoteleira sem acesso à conta do Booking durante quatro dias.

Os proprietários do hotel pensaram inicialmente tratar-se de uma simples falha de acesso por manutenção do site, sem saber que estava a começar um pesadelo para o negócio. O segredo do hacker, mal acedeu à conta, foi colocar o valor de cada quarto a 40 euros por noite; contrariando os 200 a 300 euros habituais. Rapidamente choveram reservas, que ultrapassaram as 1000 em quatro dias.

O hacker enviava um link para pagamento aos clientes, desviando todo o dinheiro à revelia dos donos do hotel. Quanto às reservas, eram naturalmente fictícias, acabando os turistas também burlados. Com isso, os telefones do hotel passaram a estar entupidos com reclamações no último mês.

Os prejuízos ainda estão por calcular, quer da parte dos clientes quer dos proprietários do hotel, e estes últimos ponderam processar o Booking, que dizem ter sido lento a bloquear o acesso do hacker à conta.

Questionado pela TVI/CNN Portugal, o Booking respondeu que, "dada a natureza das queixas", estão "a conduzir uma investigação completa ao que aconteceu".

"E, como é evidente, responderemos aos clientes afetados e ao parceiro hoteleiro", sublinhou a plataforma.

 

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados