Saiba tudo sobre o Euro aqui

A Ucrânia "apenas combate dentro do seu território" e por isso não tentou matar Putin com dois drones: Zelensky falou

3 mai 2023, 16:56
Volodymyr Zelensky (AP)

Houve explosões junto ao Kremlin. "Terrorismo ucraniano", acusa a Rússia

O presidente ucraniano falou pela primeira vez sobre o alegado ataque ao Kremlin da passada noite, que a Rússia considera ter sido perpetrado por Kiev numa tentativa de assassínio de Putin. "Posso repetir a mensagem, penso que será clara para todos: não atacámos nem Putin nem Moscovo", afirmou Volodymyr Zelensky após uma reunião com os chefes de Estado e de Governo dos países nórdicos. "Estamos a defender o nosso território, as nossas aldeias e as nossas cidades. Apenas combatemos no nosso território", completou o líder ucraniano.

A Rússia acusou esta quarta-feira a Ucrânia de ter feito uma tentativa de assassínio do presidente russo, Vladimir Putin, na sua residência oficial, no Kremlin, em Moscovo. Segundo o gabinete de comunicação do governo russo, dois drones ucranianos foram neutralizados pelas defesas antiaéreas russas perto de um dos locais onde o presidente passa mais tempo.

 "Dois veículos aéreos não tripulados tinham como alvo o Kremlin. Como resultado de ações oportunas tomadas pelos militares e serviços especiais através de sistemas de defesa eletrónica, os veículos foram colocados fora de ação", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em declarações à agência estatal russa RIA Novosti. 

O governante adianta que Vladimir Putin não se encontrava no edifício, uma vez que estaria a trabalhar na sua residência nos arredores de Moscovo em Novo-Ogaryovo. Sabe-se, no entanto, que o apartamento do presidente no Kremlin é um dos locais onde Putin passa mais tempo e onde costuma pernoitar com regularidade. 

O Kremlin afirma ainda que não houve feridos a registar e insiste que o incidente fez parte de um "ataque terrorista planeado" por Kiev. 

Imagens a circular nas redes sociais mostram as colunas de fumo sob o principal edifício do governo russo. Um dos vídeos mostra mesmo o momento em que um dos drones é destruído em pleno voo, nas imediações da Praça Vermelha, no coração da capital russa. 

Europa

Mais Europa

Patrocinados