Semana de 2 a 9 de janeiro é de "contenção". Teletrabalho obrigatório, discotecas e bares fechados

25 nov, 17:42

Regresso às aulas vai ser adiado para 10 de janeiro, dias esses que serão compensados no Carnaval e na Páscoa

PUB

Portugal vai ter entre os dias 2 e 9 de janeiro uma "semana de contenção de contactos", durante a qual o teletrabalho vai passar a ser obrigatório e as discotecas e bares vão estar encerrados. No dia 10 de janeiro vai começar o 2º. período do ano letivo, adiando assim a reabertura das escolas.

De acordo com o primeiro-ministro, esse adiamento será compensado com dois dias no período de Carnaval e três dias no período da Páscoa.

PUB

“Introduzimos uma ligeira alteração no calendário escolar, adiando a reabertura do início do segundo período para o dia 10 de janeiro”, disse António Costa.

O chefe do executivo explicou ainda que esta “semana de contenção" visa assegurar que depois de um período de intenso contacto e convívio familiar se evite o cruzamento de pessoas de diferentes agregados familiares”. António Costa refere-se ao período do Natal, altura que em 2020 foi crítica, e que acabou por ter consequência no escalar do número de infeções em janeiro e fevereiro de 2021.

Ainda que destaque a diferença de contextos, afirmando que Portugal é o país europeu com a melhor taxa de vacinação, o primeiro-ministro admite que não estamos tão bem como queríamos.

PUB
PUB
PUB

Até à "semana de contenção" o teletrabalho passa a ser recomendado, medida que tinha sido abandonada a 1 de outubro, sendo que nas discotecas e bares passa a ser obrigatória a utilização de máscara e a apresentação prévia de um teste negativo ou do certificado digital de vacinação.

Os bares e as discotecas estiveram encerrados durante 19 meses, numa medida que terminou de forma integral a 1 de outubro, num anúncio feito pelo Governo a 29 de julho. Entre esse período estes estabelecimentos puderam funcionar com as regras aplicadas à restauração, entre as quais estavam o fecho até às 02:00 e limites de lotação.

Os bares e discotecas que recusasaram ou não puderam funcionar com as regras da restauração permaneceram encerrados até 1 de outubro.

Além das escolas, também as creches e o ensino particular vão estar encerrados na primeira semana de 2022, medidas que se aplicam "a todos os graus de ensino" e "às atividades de tempos livres". No caso das universidades, António Costa afirmou que "têm um calendário próprio".

PUB
PUB
PUB

Questionado sobre os apoios que possam ser dados aos pais durante a interrupção das aulas, o chefe do Governo disse ser “algo que está a ser avaliado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social”.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Governo

Mais Governo