Amorim: «Matheus Nunes? Ninguém contrata ninguém por marcar um golo»

David Marques , Estádio José Alvalade, Lisboa
13 ago, 23:58

Treinador do Sporting comenta o assédio ao médio do Sporting e explica por que razão parecia chateado após o grande golo

Ruben Amorim, treinador do Sporting, em declarações aos jornalistas após a vitória por 3-0 sobre o Rio Ave em Alvalalde:

 [Matheus Nunes não festejou o golo. Porque?]

«Ele costuma rematar muitas vezes e não o veem a fazer muitos golos. Acho que tem dois pela equipa B mesmo quando chegou. Acho que foi essa a reação. Não teve nada a ver com coisas extra-jogo. Foi aquela reação de alguém que está em cima da bola e não houve grande preparação. Parecia que estava meio chateado porque ninguém se mexia. Acho que foi essa a reação.»

[Não teme que o efeito do golo de Matheus Nunes funcione contra si e leve os chamados tubarões europeus a apertarem o cerco e bater a cláusula de 50 milhões?]

«A cláusula são 60, portanto… [risos] Hoje em dia ninguém contrata ninguém por marcar um golo. O maior medo que se tem às vezes é esses clubes perderem um jogador por uma lesão qualquer em cima do fecho do mercado e pode haver um problema aqui.

Fizemos o máximo para manter a base. Para manter o Pote, os Inácios, os Ugartes… E para manter essa base tivemos de cortar entre aspas nas gorduras todas. Temos um planeamento e já falámos sobre isso tudo.

Estou satisfeito pelo jogo do Matheus. Fez um grande golo e não acredito que uma equipa compre um jogador por causa de um golo. É assim: viver o dia a dia. O mercado está a fechar e o [Hugo] Viana ajuda-me muito nisso. Pode ser que feche e nada aconteça.»

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados