Saiba tudo sobre o Euro aqui

Automóveis de luxo aceleram para a sustentabilidade

Conteúdo patrocinado
20 set 2023, 11:14

Automóveis de luxo: é este o foco da quinta edição do Fórum Automóvel, uma parceria entre a CNN Portugal e o Standvirtual que traz para a mesa – e para a estrada - a evolução e o futuro automóvel. A conversa, que pode ver na íntegra neste vídeo, é moderada por Sara Sousa Pinto, com a presença habitual de Nuno Castel-Branco, diretor-geral do Standvirtual, e os convidados Nuno Costa, Diretor de Marketing da Porsche Portugal, e Miguel Pinto, Diretor-geral da Polestar. Mas primeiro, vamos à habitual análise mensal do setor automóvel - com notícias animadoras para Portugal.

Vendas de automóveis novos crescem 18% em agosto

Nuno Castel-Branco, diretor-geral do Standvirtual, traz boas notícias para o mercado automóvel nacional. Em agosto, as vendas de automóveis novos aumentaram 18% face ao período homólogo, um crescimento muito significativo e que mostra uma retoma gradual do mercado, sobretudo atendendo a que muitas das dificuldades relacionadas com fornecimento de componentes foram ultrapassadas.
“É a primeira vez desde a pandemia em que temos um mês que ultrapassa 2019, que foi o ano normal antes do aparecimento do Covid. É um sinal importante. Não podemos esquecer que havia muitas encomendas para serem entregues e, por isso, agora não são apenas vendas e procuras, também há aqui a entrega de uma carteira que estava em aberto”, esclarece.


Venda de automóveis elétricos está a bater recordes

Assiste-se a um crescimento cada vez mais forte dos automóveis movidos a energias alternativas: só em agosto venderam-se em Portugal 3.068 ligeiros 100% elétricos. “Pela primeira vez, a maioria das vendas de carros novos em Portugal (59%), são carros novos ou eletrificados, o que é altamente significativo da tendência que se está a ver, naturalmente muito empurrado pelas empresas e todos os benefícios que aí adotam. Mas também cada vez mais o consumidor final que faz a compra tem estado a optar por carros elétricos”, analisa Nuno Castel-Branco. 

Já o mercado de usados cresceu 3,4%, revelando alguma estabilidade, enquanto os importados sofreram um declínio de 3%. “A nossa expectativa era uma inversão desta tendência e ela está a acontecer, ou seja, há mais carros disponíveis pelo lado das gestoras de frotas, o que faz com que, ao serem entregues carros novos, o mercado vai-se ajustar”, afirma o diretor-geral do Standvirtual.

Mercado dos automóveis de luxo continua em alta em Portugal

A crise não é obstáculo para a compra de carros de luxo em Portugal e a Porsche destaca-se no ranking deste segmento premium. A marca prevê comercializar 900 unidades até ao final do ano, o que constituirá um número recorde, em termos anuais, no mercado português. 
“A última década tem sido incrível e a nossa preocupação é acompanhar justamente a expectativa de customer experience de alguém que sonhou a vida toda em ter um Porsche e não defraudar essa expectativa. Há uma função de utilização do automóvel mas há também uma função emocional que é o cumprimento do sonho” afirma Nuno Costa, Diretor de Marketing da Porsche Portugal. Segundo dados do Standvirtual, o Porsche 911 ficou em quarto lugar dos carros mais vistos no mês de agosto, e o Polestar 2 começou a ganhar território nesse ranking. 


As ambições do construtor controlado pela Geely e pela Volvo assentam numa meta que se extrai do plano de negócios da marca. “Começámos a fabricar carros elétricos e carros elétricos de alta performance. Portanto, aí, a associação que temos em comum com a Porsche é precisamente a performance. A nossa ambição de marca de luxo foca-se em três pontos fundamentais: proteger a marca com uma visão de longo prazo e criar estruturas para posicionar a marca; temos um grande cuidado com a gestão de valor residual dos nossos produtos; escolhemos canais ainda mais lucrativos e o nosso modelo de negócio é ‘figital’, uma mistura entre o físico e o digital que nos permite desenvolver todas as nossas capacidades para conseguirmos chegar aos consumidores com essa perceção de uma marca de luxo com serviço de excelência”, avança Miguel Pinto, Diretor-geral da Polestar.
Ambições que não assustam a marca alemã fundada em 1931 por Ferdinand Porsche e o seu filho Ferry Porsche. Para Nuno Costa, a antiguidade fala por si. “Nós temos um histórico com 75 anos e temos um automóvel, o 911, que celebra 60 anos. Ou seja, quando pensamos na história do automóvel, e se pensarmos num modelo com longevidade, não há outro que seja o 911. E só por isso acho que a Porsche é uma marca completamente diferente nessa abordagem ao mercado”. 


A Porsche firmou a sua reputação como fabricante de desportivos com o 911 a tornar-se o ícone deste estatuto, mesmo se a marca vende hoje muito mais SUV do que desportivos. “Queremos consolidar isso não como volume, mas sobretudo consolidar com estes sub-segmentos de mercado onde achamos que há potencial para sermos exclusivos”, conclui Nuno Costa, Diretor de Marketing da Porsche Portugal.

 

 

Sustentabilidade sobre rodas

A sustentabilidade é um propósito cada vez mais importante para todos os setores da economia, em particular para a indústria automóvel. E é um propósito que está a mudar rapidamente, para se adaptar à tendência “verde”. 
Nas últimas décadas, as boas práticas ambientais passaram a ocupar o topo da agenda dos fabricantes de automóveis em todo o mundo. Mas esta é ainda uma viagem que se vislumbra longa. “Olhando para Portugal podemos estar a falar de um parque circundante de quatro a cinco milhões de carros, se todos eles fossem elétricos daqui a 20 anos teríamos quatro milhões de carros cá fora, ou seja, o tempo de reconversão vai demorar muito” afirma Nuno Castel-Branco.

A oferta do carregamento foi inicialmente um grande trunfo usado na promoção dos automóveis elétricos da marca de Elon Musk, que reconheceu mais tarde que o programa se tornaria insustentável com a ‘escalada’ das vendas. Mas, pontualmente, a medida continua a fazer efeito. Recentemente, a Tesla concordou em disponibilizar 7.500 estações de recarga nos EUA até o fim de 2024 para veículos elétricos que não sejam da empresa. A moderadora Sara Sousa Pinto traz à conversa a possibilidade de esta iniciativa acontecer em Portugal.  “Nós saudamos a atitude pioneira da Tesla e sem dúvida nenhuma que a rede de carga existente da Tesla é um incremento muito importante à rede pública existente. Na Europa, neste momento os nossos produtos já são vendidos com tomadas de carga que podem ser utilizadas nos carregamentos Tesla. Em Portugal especificamente, a rede de carga é a quarta melhor da Europa: temos 42 carregadores por cada 100 km de estrada”, explica Miguel Pinto.

Os esforços da Porsche no contexto da estratégia ambiental traduzem-se em soluções de sustentabilidade e energia renovável, explica Nuno Costa: “Quisemos também fazer parte desta viagem e perceber quais eram as necessidades e fragilidades deste novo tipo de clientes. Curiosamente, isso ajudou-nos imenso a desenvolver a nossa própria infraestrutura de carga. A Porsche conseguiu montar 85 carregadores próprios com parceiros onde o nosso segmento e o nosso público-alvo está presente de forma frequente”.

Às portas da era dos desportivos elétricos, a Porsche Ibérica uniu desportivismo e vanguarda com um novo conceito de serviço: o Porsche Destination Charging.

Fórum Automóvel

Mais Fórum Automóvel

Mais Lidas