Dois soldados iraquianos mortos em ataque atribuído ao Estado Islâmico

Agência Lusa , AM
22 dez 2022, 10:12
Jihadistas declaram «Estado Islâmico» no Iraque e na Síria (REUTERS)

Ataque ocorreu após uma emboscada nas proximidades de Kirkuk, reivindicada pelo grupo jihadista

Dois soldados morreram e três ficaram feridos num ataque à bomba contra os seus veículos militares no norte do Iraque, informaram esta quinta-feira fontes de segurança, atribuindo o ataque a jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI).

O ataque, na noite de quarta-feira e não foi reivindicado imediatamente, deu-se nas proximidades de Dibs, uma localidade perto de Kirkuk.

Um oficial do exército disse que "elementos do EI" fizeram explodir "duas bombas" quando os dois veículos militares passaram, antes de atacar com armas automáticas.

Este ataque ocorreu após uma emboscada nas proximidades de Kirkuk reivindicada pelo EI, que no domingo matou nove pessoas nas fileiras da polícia federal.

Durante uma reunião com autoridades de segurança iraquianas na quarta-feira, o primeiro-ministro Mohamed Chia al-Soudani pediu uma reavaliação total “dos planos em vigor” e que sejam mudadas as táticas militares usadas em áreas onde o terrorismo continua ativo, segundo um comunicado de imprensa dos seus serviços.

Relacionados

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados