Espanha: Pedro Sánchez, Ministério da Defesa e Embaixada dos EUA também receberam envelopes com explosivos. São seis no total

CNN Portugal , MJC - atualizada às 13:55
1 dez 2022, 10:15
Pedro Sánchez na Cimeira Ibérica (Lusa/Hugo Delgado)

A carta para o presidente do governo foi intercetada no passado dia 24. Esta manhã, foi o Ministério da Defesa e a Embaixada dos EUA recebera pacotes com material explosivo

O Ministério da Defesa e a Embaixada dos Estados Unidos, em Madrid, receberam esta manhã envelopes com explosivos, confirmou a polícia espanhola. Em ambos os casos, a brigada anti-explosivos deslocou-se imediatamente para o local e foram ativados os protocolos de segurança.

Esta é a terceiratentativa de ameaça terrorista esta quinta-feira, depois da notificada pela base aérea de Torrejón de Ardoz durante a madrugada.

Também o Presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, recebeu um envelope com material pirotécnico no passado dia 24, informa a agência EFE. Segundo a imprensa espanhola, a Polícia Nacional informou o Tribunal Nacional do envio de um envelope com material pirotécnico dirigido ao presidente do governo, Pedro Sánchez, que foi detetado e neutralizado pelos serviços de segurança.

A interceção ocorreu no dia 24 de novembro, depois de os serviços do Departamento de Segurança da Presidência do Governo, terem detetado um envelope suspeito entre a correspondência.

Tratava-se de um envelope endereçado ao presidente do governo, que tinha sido enviado por correio normal, detalhou esta quinta-feira o Ministério do Interior em comunicado.

Os protocolos de segurança foram acionados. O pacote ainda está a ser analisado mas as autoridades acreditam que ele poderia conter uma substância semelhante à utilizada nos fogos de artifício.

"O envelope e o seu conteúdo são similares aos recebidos esta quarta-feira na Embaixada da Ucrânia em Madrid e na sede em Saragoça da empresa Instalaza, assim como um quatro envio intercetado esta madrugada na Base Aérea de Torrejón de Ardoz (Madrid)", lê-se no comunicado do Governo espanhol.

Com esta revelação, são assim cinco as "cartas-bomba" detetadas pelas autoridades espanholas nos últimos dias.

De acordo com as primeiras investigações, as cartas provavelmente foram enviadas do território espanhol, disse o secretário de Estado de Segurança, Rafael Perez, numa conferência de imprensa esta manhã. Tanto Perez quanto o ministro do Interior, Fernando Grande Marlaska, afirmaram que as pessoas deveriam permanecer "calmas" e que não há razões suficientes para lançar um alerta de ameaça terrorista.

Entretanto, o embaixador da Rússia em Espanha condenou "qualquer ameaça ou ato de terrorismo". O representante russo reagiu assim às suspeitas de que estes atos terroristas estariam relacionados com a guerra na Ucrânia.

pic.twitter.com/hAfbsedbqc

— Rusia en España (@EmbajadaRusaES) December 1, 2022

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados