Esfaqueou antiga companheira em Portalegre e acabou detido por tentativa de homicídio

Agência Lusa , AG
5 fev, 22:07
Polícia. Foto: AP

Vítima estava ferida e apresentava vários cortes, mas está livre de perigo

Um homem, de 31 anos, que esfaqueou este sábado a antiga companheira, de 21 anos, provocando-lhe ferimentos, foi detido pela PSP em Portalegre e indiciado por tentativa de homicídio, anunciou a Polícia.

Em comunicado, o Comando Distrital de Portalegre da PSP revelou que o homem foi presente, esta manhã, a tribunal, que determinou a sua prisão preventiva.

A vítima, que estava ferida e apresentava vários cortes, foi transportada para o hospital de Portalegre, “onde recebeu tratamento, encontrando-se livre de perigo”, acrescentou.

A detenção do suspeito, com antecedentes por violência doméstica e já anteriormente detido pela Polícia, foi feita em flagrante delito, às 04:05.

Segundo a PSP, o homem estava sujeito a vigilância por pulseira eletrónica e proibido de contactar com a mulher e de se aproximar da residência desta.

Contudo, às 03:55, os polícias foram informados de que teria violado “a medida de coação de proibição de aproximação da vítima” e dirigiram-se à residência.

No local, “os polícias ouviram gritos de pedido de socorro dentro da casa” e arrombaram a porta “por inequivocamente existirem indícios de que a vítima corria risco de vida”.

“No interior da residência, viram a vítima ensanguentada, deitada no chão, e o agressor em cima dela, com uma faca na mão”, pode ler-se no comunicado.

O homem, “ao ver os polícias, desferiu mais uma facada na vítima, na zona do tórax, sendo de imediato derrubado por um polícia que se lançou” sobre ele e evitou que “repetisse o esfaqueamento”, acabando, com a ajuda de outros agentes, por ser dominado, desarmado e detido.

Segundo a PSP, no interior da casa, à qual o homem terá acedido através de uma janela partida, encontravam-se também dois menores, os quais “não foram agredidos, nem sofreram qualquer lesão” física.

Os menores foram “encaminhados pela PSP, de acordo com as normas aplicáveis à proteção das vítimas de violência doméstica”.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados