CNE revela que há um "número alto" de votos dos emigrantes que estão a ser anulados

CNN Portugal , BCE
18 mar, 17:18

Em causa está uma regra de envio, que estabelece que os votos e a cópia do cartão de cidadão devem estar separados para não colocar em causa o anonimato do eleitor

O porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE) adianta que há um "número alto" de votos dos emigrantes que estão a ser anulados por não estarem cumpridas as regras de envio.

"O número é alto, com certeza", diz à CNN Portugal Fernando Anastácio, sem adiantar números concretos dos votos anulados. O responsável confirma assim os relatos que têm chegado à CNN Portugal de vários partidos a chamar a atenção para esta questão.

Fernando Anastácio explica que há votos que estão a ser anulados por não estarem a ser cumpridas as regras de envio, que obrigam a colocar separadamente o voto e a cópia do cartão de cidadão. Ora, "se a pessoa colocar o cartão de cidadão dentro do mesmo envelope onde se encontra o voto, não cumpre a regra do anonimato do voto, portanto a consequência é a nulidade do voto", acrescenta.

Os votos dos eleitores portugueses residentes no estrangeiro começaram a ser contados esta segunda-feira, no Centro de Congressos de Lisboa, numa operação que se prolonga até quarta-feira. 

"Vamos receber votos até às 17:00 de quarta-feira. Todos os votos que chegarem até às 17:00 serão contabilizados. Logo aí, inicia-se o processo de registo desses últimos votos e de escrutínio, juntando-os aos outros, dos dias anteriores. Fechados os escrutínios das diferentes mesas de voto, haverá lugar à Assembleia-Geral de Apuramento e, uma vez concluídos os trabalhos dessa assembleia, os resultados serão publicados", explica Fernando Anastácio.

Os quatro deputados eleitos pelos círculos da Europa e Fora da Europa serão conhecidos assim que os resultados forem divulgados pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

Recorde-se que o PS ainda pode vencer as eleições, uma vez que está a apenas dois deputados da Aliança Democrática (AD), sendo que os círculos da emigração atribuem quatro mandatos. Na prática, e havendo a possibilidade de o PS ganhar mais três ou até mais quatro deputados, os socialistas ainda podem ultrapassar a coligação liderada por Luís Montenegro.

 

Decisão 24

Mais Decisão 24

Mais Lidas

Patrocinados