Compravam fármacos e traficavam receitas. Dois detidos por tráfico de "purple drank"

13 jan, 14:13
Usavam receitas falsas para comprar xarope para a tosse que seria usado depois como droga

Objetivo era enviar medicamentos para a Europa. O remédio misturado com refrigerante forma uma droga que tem vindo a conquistar mais consumidores nos últimos anos

A PSP apanhou esta sexta-feira dois suspeitos de tráfico de droga nas bombas de combustível da autoestrada A2, junto a Alcácer do Sal. 

Os dois suspeitos, estrangeiros, chegaram a Portugal na segunda-feira. Desde então, com recurso a receitas falsas, levantaram várias embalagens de Toseína em farmácias de Lisboa, Setúbal e Algarve. 

Trata-se de um fármaco utilizado para a tosse seca que contém codeína, um analgésico derivado da morfina que causa dependência quando misturado com outras substâncias. 

O remédio dissolvido em refrigerantes forma a conhecida "purple drank" ou "lean", droga que tem vindo a conquistar mais consumidores nos últimos anos. 

Os suspeitos, com recurso a uma única receita, emitida por um médico no Algarve,  foram alterando o documento, falsificando as quantidades para um valor sempre superior. 

O alerta surgiu a partir de várias farmácias. Depois de denunciadas as suspeitas às autoridades, a PSP começou a realizar diligências que levaram à identificação dos suspeitos e consequente levantamento de receitas em vários estabelecimentos de Lisboa. 

Após um desses levantamentos, os suspeitos foram detidos em flagrante delito, com dezenas de xaropes de Toseína. 

Para além do fármaco, a PSP apreendeu a receita falsificada em suporte digital e várias caixas de cartão utilizadas por transportadoras para expedirem as embalagens para outros pontos da Europa.

Os suspeitos, de 25 e 30 anos, um sueco e um sírio, foram presentes a tribunal esta tarde e vão ficar em prisão preventiva.

Notícia atualizada às 22.50 com as medidas de coação dos dois detidos

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados