Trump elogia governador do Texas por impedir remoção de arame na fronteira: "Quando eu for Presidente, em vez de tentar enviar ao Texas uma ordem de restrição, vou enviar-lhes reforços"

Agência Lusa , MM
28 jan, 08:49
Donald Trump (AP)

Num discurso centrado sobretudo na segurança das fronteiras, Trump disse que o Texas devia receber todo o apoio nas medidas para dissuadir a entrada de imigrantes ao longo da fronteira entre os EUA e o México

O ex-Presidente Donald Trump elogiou o governador do Texas, Greg Abbott, por não permitir a remoção do arame farpado, por agentes federais, num corredor muito usado por migrantes que entram ilegalmente nos Estados Unidos.

Num discurso centrado sobretudo na segurança das fronteiras, no sábado, Trump disse que o Texas devia receber todo o apoio nas medidas para dissuadir a entrada de imigrantes ao longo da fronteira entre os EUA e o México.

Abbott está a restringir a Patrulha Fronteiriça dos EUA depois de o Supremo Tribunal ter aberto caminho para que estes agentes federais cortem ou removam a barreira metálica.

"Quando eu for Presidente, em vez de tentar enviar ao Texas uma ordem de restrição, vou enviar-lhes reforços", disse Trump a uma multidão de apoiantes em Las Vegas, onde se reuniu num campo de futebol de salão num bairro maioritariamente latino.

"Em vez de lutar contra os estados fronteiriços, vou usar todas as ferramentas de recursos e autoridade do Presidente para defender os Estados Unidos da América desta invasão horrível que está a ocorrer neste momento", frisou.

Trump, cada vez mais perto de garantir a nomeação republicana às presidenciais, disse ter sido vítima da administração Biden, já que enfrenta 91 acusações criminais em quatro acusações.

O apoio de Trump entre os hispânicos tem crescido desde a primeira candidatura em 2016. E, no sábado, reforçou esse ponto, ao afirmar, sob aplausos, que estava a sair-se muito bem junto desse grupo de eleitores.

O candidato republicano defendeu que as famílias hispânicas e negras são as que mais sofrem com a chegada de migrantes ao país e disse que o Presidente norte-americano, Joe Biden, não devia ter encerrado as restrições implementadas durante o governo Trump para impedir a migração.

"Vou resolver isso e iniciar o processo no primeiro dia", repetiu Trump. "É por isso que vamos ganhar a quota recorde de votos latinos".

O número histórico de migrantes que chegam à fronteira dos Estados Unidos com o México durante o mandato de Biden é um dos principais desafios na campanha para a reeleição.

Uma sondagem da agência de notícias Associated Press (AP) VoteCast mostrou que nove em cada 10 votantes apoiavam a construção de um muro ao longo da fronteira entre os EUA e o México, com sete em cada 10 a expressarem forte apoio à ideia.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados