Moreno: «Não queremos vitórias morais, queremos pontos»

6 jan, 13:30
Moreno no Estoril-Desp. Chaves (RODRIGO ANTUNES/Lusa)

Treinador do Desportivo de Chaves na antevisão da visita a Famalicão marcada para este domingo

Moreno, treinador do Desportivo de Chaves, diz que a equipa vai «transportar muita coisa» do último embate com o FC Porto para a visita ao Famalicão, reforçando a confiança na qualidade do plantel para o jogo da 16.ª jornada da Liga marcado para este domingo (20h30).

Depois da derrota no Dragão (0-1), há uma semana, o último classificado da Liga volta a jogar fora, em casa do Famalicão, atual sétimo classificado.

«Esperamos um [Desportivo de] Chaves muito próximo daquilo que fez na última jornada no Estádio do Dragão, com a coragem e a organização que tivemos, a ter mais qualidade com bola, a transportar muita coisa [de] bem que fizemos na última jornada para o jogo de amanhã [domingo], e a perceber que não estamos a precisar nem queremos vitórias morais, queremos pontos», reiterou o técnico na antevisão à partida.

Quanto ao Famalicão, Moreno disse esperar um adversário «muito estável», com uma ideia de jogo «bem trabalhada», elogiando o trabalho do treinador João Pedro Sousa.

«O Famalicão tem sido, nos últimos anos, uma equipa muito estável, com o treinador João Pedro [Sousa] a trabalhar, e é um clube que no final das épocas tem sempre ativos muito valorizados, parece-me que este ano será muito parecido. [Uma equipa] com uma ideia de jogo muito própria, também bem trabalhada por parte [do treinador], é este Famalicão que vamos encontrar», frisou.

Para este confronto, Moreno não poderá contar com seis jogadores: Guima, João Correia e Bruno Langa estão ao serviço das respetivas seleções, enquanto Habib Sylla e Ygor Nogueira continuam entregues ao departamento médico, dupla à qual se juntou também Rodrigo Moura, baixa de última hora devido a lesão.

Ainda assim, o técnico reforçou a confiança que tem no plantel que lidera, revelando que tem procurado motivar os jogadores para a reta final da primeira volta do campeonato, fazendo-os perceber «que não são inferiores a nenhuma equipa».

«Tenho passado esta mensagem aos nossos atletas: respeitar o adversário, mas a acreditar naquilo que fazemos, no que podemos fazer, a impedir as coisas fortes que o adversário também tem, mas a olharmos para nós e a acreditar cada vez mais naquilo que é o nosso trabalho diário e a qualidade individual em prol de um coletivo e é assim que nos vamos apresentar amanhã [domingo]», referiu ainda.

Relacionados

Patrocinados