Saiba tudo sobre o Euro aqui

Exclusivo. Demitiu-se o presidente da concelhia do PS Lisboa

6 fev 2023, 16:25
A teia de relacionamentos por detrás do esquema que lesou a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Davide Amado mantém no entanto a presidência da junta de freguesia de Alcântara

Demitiu-se o presidente da concelhia do PS Lisboa, menos de 24 horas depois da notícia avançada pela TVI/CNN.

Davide Amado alega que não pode permitir que os crimes de participação económica em negócio e abuso de poder que lhe são imputados pelo Ministério Público se transformem num ataque ao PS.

O socialista mantém-se como presidente da junta de Alcântara, mas já renunciou também ao cargo de Presidente da Comissão da Assembleia Municipal de Lisboa para os Assuntos Sociais, Transparência e Combate à Corrupção.

Na nota de demissão, o socialista não admite qualquer culpa e diz que irá demonstrar a inocência, como pode ler-se no documento a que a TVI/CNN teve acesso:

"Em face da notícia veiculada pelo Jornal das 8 da TVI no passado dia 05, cumpre-me:

1.    Reafirmar que os factos que me são imputados na acusação proferida pelo Ministério Público não correspondem à verdade, a qual, no devido tempo, será reposta, e, consequentemente, demonstrada a minha completa inocência.

2.    Esclarecer que aqueles factos não ocorreram no exercício de cargos públicos ou políticos, mas antes no quadro de uma relação de trabalho com uma das empresas citadas.

3.    Contudo, e porque no momento atual que vivemos, toda a suspeição é utilizada como arma de arremesso contra os partidos políticos, exige a minha consciência e sentido de militância a ponderação de todas as consequências políticas a retirar.

4.    Assim sendo e sem qualquer admissão de culpa; reafirmando a confiança de quem não deve não teme e a serenidade de quem confia na Justiça, entendo ser meu dever não permitir que estes factos se transformem num ataque ao Partido Socialista, motivo  - o único - pelo qual apresento a minha demissão da Concelhia de Lisboa."

Este, recorde-se, é o desfecho de uma investigação avançada pela TVI no Jornal das 8. Davide Amado é acusado pelo Ministério Público de fazer parte de um esquema que lesou a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa em mais de 1 milhão de euros. 

Há mais 8 arguidos neste processo, entre eles Helena Lopes da Costa, antiga vereadora do PSD na Câmara de Lisboa, quando a autarquia era liderada por Santana Lopes.

Todos os desenvolvimentos desta notícia para acompanhar esta noite, no Exclusivo, no Jornal das 8.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados