1.300 quilos de cocaína dentro de peixe congelado, oito armas, detidos sete homens de várias nacionalidades: PJ desmantela rede criminosa

TVI , MSM
4 mar, 10:03
Cocaína (GettyImages)

Nome da operação: Squid

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu mais de 1.300 quilos de cocaína num armazém da zona Oeste. A operação decorreu nos últimos dias e levou ao desmantelamento de uma "rede criminosa que se dedicava ao tráfico internacional" de drogas por via marítima.

Foram detidos sete homens de várias nacionalidades e com idades compreendidas entre os 26 e os 59 anos. Entre eles estão "os principais responsáveis pela importação e distribuição da cocaína apreendida", informa esta força policial através de comunicado.

No âmbito da operação “Squid”, desencadeada pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da PJ, foi possível localizar "uma carga de peixe congelado com grandes quantidades de cocaína no seu interior". A mercadoria era proveniente do Equador e foi descarregada no Porto de Lisboa.

Segundo a PJ, "a forma como a droga vinha dissimulada no peixe congelado tornou extremamente difícil a sua deteção e, para proceder-se à sua remoção, foi mesmo necessária a total destruição do peixe".

Na sequência de diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias, foi possível apreender ainda "oito armas de fogo, viaturas de gama alta, bem como diversos documentos e objetos com relevante interesse probatório".

Tudo aponta para que os detidos integrem "uma estrutura criminosa organizada dedicada à importação e distribuição por diferentes países europeus de elevadas quantidades de cocaína importada a partir da América Latina".

As investigações prosseguem. Os detidos vão ser presentes às autoridades judiciárias para aplicação das medidas de coação consideradas adequadas.

 

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados