OMS avisa que Ómicron se duplica entre 1,5 a 3 dias quando há transmissão comunitária

18 dez 2021, 11:18
Ala de isolamento para infetados com a variante Ómicron na Índia (Ajit Solanki/AP)
Ala de isolamento para infetados com a variante Ómicron na Índia (Ajit Solanki/AP)

Ainda não é o caso de Portugal, mas o Governo já avisou que deverá ser muito em breve

PUB

A variante da covid-19 Ómicron já foi confirmada em 89 países, avançou este sábado a Organização Mundial de Saúde (OMS), que indicou ainda que o número de casos duplica entre 1,5 a 3 dias em locais com transmissão comunitária.

Os locais com menor taxa de vacinação são aqueles em que se registam mais casos, não sendo ainda possível perceber se esta nova variante consegue escapar à imunidade conferida pelas vacinas, nem tão pouco saber quão grave pode ser a doença desenvolvida.

PUB

"Os dados existentes ainda são limitados em relação à severidade. Precisamos de mais dados para perceber o perfil e o impacto na vacinação", afirma a OMS, citada pela agência Reuters.

Denominada como variante de preocupação a 26 de novembro, a Ómicron chegou a praticamente todo o mundo em menos de um mês. Começou por provocar uma reação em relação a países da África Austral (onde foi identificada), mas já é responsável pela aplicação de novas restrições em vários países, incluindo na Europa, onde Reino Unido, França ou Países Baixos são dos piores casos.

PUB
PUB
PUB

"As hospitalizações no Reino Unido e na África do Sul continuam a aumentar. Dada a rápida subida de casos, é possível que muitos sistemas de saúde venham a ficar lotados", avisa a OMS.

Portugal escapa, para já, ao pior cenário. Até chegou a ser o país europeu com mais casos, depois de um surto no Belenenses SAD ter identificado uma série de infeções. Entretanto, o país tem confirmados 90 casos, de acordo com o último relatório da Direção-Geral da Saúde.

Ainda assim, o Governo prevê que esta variante se torne comunitária muito em breve. Em declarações proferidas esta sexta-feira, a ministra da Saúde avançou que 90% dos casos registados no fim de ano já devem ser causados pela Ómicron.

Nesse sentido, o Governo deixou um conjunto de cinco recomendações para lidar com a variante.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados