Criança com sintomas de "intoxicação de causa ainda não identificada” morre nos Hospitais de Coimbra. Mãe está com “prognóstico muito reservado”

Andreia Miranda , notícia atualizada às 11:56
12 dez 2023, 10:35
Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Família de Coimbra foi internada no sábado. Pai e filho mais velho já tiveram alta e "encontram-se bem"

Uma criança de sete anos que estava internada desde sábado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) por suspeita de "intoxicação de causa ainda não identificada” grave morreu na segunda-feira, avançou à agência Lusa e confirmou a CNN Portugal junto de fonte hospitalar.

A mãe, de 48 anos, continua com “prognóstico clínico muito reservado”, estando internada no Serviço de Medicina Intensiva. Segundo o comunicado do Departamento de Saúde Pública da ARS Centro, a que a CNN Portugal teve acesso, o pai, de 44 anos, e o filho mais velho, de 12 anos, que apresentavam sintomas “menos graves”, já tiveram alta e "encontram-se bem".

A família de quatro pessoas deu entrada nas urgências do CHUC, no sábado de manhã, com uma "intoxicação de causa ainda não identificada”. 

Em comunicado, o Departamento de Saúde Pública da ARS Centro revela que “foram colhidas amostras biológicas dos doentes em ambiente hospitalar para investigação da causa de intoxicação”.

“No âmbito da investigação epidemiológica, foram feitas visitas ao domicílio pela Unidade de Saúde Pública, com recolha de amostras alimentares (refeição suspeita e outros produtos consumidos em contexto familiar) e biológicas. Estes produtos foram encaminhados para os laboratórios de referência para pesquisa de agentes químicos e biológicos”, acrescenta a nota.

O Departamento de Saúde Pública da ARS Centro, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses e "os laboratórios de referência estão a desenvolver todos os esforços necessários à identificação da causa da intoxicação".

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados