Polícia de Los Angeles divulga vídeo para explicar morte de adolescente baleada por agente em loja de roupa

28 dez 2021, 11:04

Valentina Orellana-Peralta tinha ido à loja com a mãe para comprar um vestido de Natal, quando foi baleada mortalmente por um agente. Estava no provador e foi fatalmente atingida no peito por uma bala disparada contra um suspeito de agressão, que fez ricochete no chão

PUB

São mais de 35 minutos de explicação e imagens sobre o que aconteceu na manhã anterior à véspera de Natal, quando uma adolescente de 14 anos, Valentina Orellana-Peralta, foi morta pela polícia de Los Angeles, que respondia a um alerta de ataque/tiroteio numa loja de roupa em North Hollywood.

O vídeo, editado, foi divulgado nesta madrugada (hora de Lisboa). Narrado pelo capitão Stacy Spell, porta-voz da LAPD, descreve tudo aquilo a que vamos assistir antes de o vermos, desde gravações das chamadas recebidas na linha de emergência (911, 112 em Portugal) a imagens de videovigilância ou das bodycams dos agentes.

PUB

A polícia explica também que decidiu fazer esta "atualização" do incidente antes do tempo previsto de 45 dias, por ordem do seu chefe, na sequência do alarme social gerado pela forma como as autoridades respondem e reagem a situações desta natureza.

Valentina morreu após um tiro no peito, determinou a autópsia. Estava no provador com a mãe quando uma das três balas dirigidas ao suspeito, que se encontrava no exterior, fez ricochete no chão, descreveu Stacy Spell.

PUB
PUB
PUB

O óbito da adolescente foi declarado no local. Valentina estava a experimentar vestidos para a noite de Natal e morreu nos braços da mãe.

Agente que disparou foi suspenso

O agente que fez os três disparos para imobilizar o suspeito, depois de ter visto uma das vítimas imobilizada no chão e coberta de sangue, não foi identificado e encontra-se suspenso temporariamente. Este é um dos momentos que se pode ver no vídeo divulgado.

As imagens mostram vários polícias armados com pistola a aproximar-se do suspeito, Daniel Elena Lopez, de 24 anos, quando o agente em questão, munido de uma espingarda, diz aos colegas para "abrandarem" e darem-lhe espaço, por ter em mãos uma arma que permitia disparar de mais longe. Este agente vê uma mulher caída no chão da loja e muito sangue, avisa os colegas e depois avista o suspeito, disparando de imediato três tiros.

Nesse último momento, o vídeo não tem som e também não mostra o atacante a avançar em direção ao agente.

Daniel Elena Lopez não tinha nenhuma arma de fogo na sua posse, apesar de algumas chamadas para o 911 alertarem para tiros escutados. Agrediu as vítimas com um cadeado de bicicleta.

PUB
PUB
PUB

 

"Este incidente caótico que resultou na morte de uma criança inocente é trágico e devastador para todos os envolvidos. Lamento profundamente a perda da vida desta jovem e sei que não há palavras que possam aliviar a dor inimaginável para a família", afirmou o chefe da LAPD em comunicado, Michel Moore.

O caso está a ser investigado pelo Ministério Público da Califórnia e pelo Departamento de Justiça da Califórnia.

 

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados