Saiba tudo sobre o Euro aqui

Bruxelas começa a preparar inverno com concurso para compras conjuntas de gás na UE

Agência Lusa , PP
25 abr 2023, 15:39
Gás (Pexels)

A ideia é que, através do mecanismo AggregateEU, se consiga corresponder a procura coletiva europeia às ofertas dos fornecedores internacionais de gás

A Comissão Europeia lançou hoje o primeiro convite à apresentação de propostas de empresas da União Europeia (UE) para futuras compras conjuntas de gás, um “processo inédito” para o bloco se “preparar para o próximo inverno”, assegurando reservas.

“A Comissão lança hoje um processo inédito para que as empresas europeias registem as suas necessidades de aquisição de gás através do mecanismo AggregateEU, a fim de preparar a aquisição conjunta de gás a nível da UE”, indica a instituição em comunicado.

De acordo com o executivo comunitário, “trata-se de um marco fundamental para a UE se preparar para o próximo inverno, reabastecendo as suas reservas de gás de forma coordenada e atempada, utilizando o seu poder de mercado coletivo para negociar melhores preços com os fornecedores internacionais”.

As empresas interessadas e registadas neste mecanismo até agora uma semana, até 02 de maio, para responder a este primeiro pedido de agregação da procura, prazo após o qual os volumes necessários serão agregados e colocados a concurso no mercado global.

A ideia é que, através do mecanismo AggregateEU, se consiga corresponder a procura coletiva europeia às ofertas dos fornecedores internacionais de gás, para que depois as empresas participantes entrem em negociações com os fornecedores sobre as condições contratuais de compra e entrega do gás.

Os primeiros acordos de compra estão previstos para antes do verão, sendo que a Comissão Europeia não desempenhará qualquer papel nas negociações.

Previsto está que sejam efetuados novos concursos numa base regular, de dois em dois meses, durante os próximos 12 meses.

Até agora, 76 empresas já se registaram na plataforma AggregateEU, enquanto outras estão em vias de se inscrever.

Além disso, 11 empresas estão prontas para prestar serviços como comprador central ou agente em nome de terceiros.

Numa publicação na rede social Twitter, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, falou num “passo importante para a aquisição conjunta de gás na UE”.

“A partir de hoje, as empresas podem registar as suas necessidades de compra de gás na plataforma AggregateEU. Reuniremos a nossa procura e utilizaremos o nosso poder de negociação coletiva para melhorar os preços para os consumidores”, adiantou a líder da instituição.

O anúncio surge depois de os Estados-membros da UE se terem comprometido, no final do ano passado, a participar em compras conjuntas de gás para um mínimo de 15% dos seus objetivos nacionais de armazenagem, o que representa cerca de 13,5 mil milhões de metros cúbicos de gás por ano.

Os objetivos de armazenamento de gás e de aquisição conjunta de gás foram acordados como medidas de emergência devido à crise energética acentuada pela guerra da Ucrânia.

O AggregateEU é o mecanismo da UE que permite a agregação da procura de gás e a compra conjunta, estando acessível a empresas europeias e da Comunidade da Energia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados