"Se Putin fosse uma mulher não teria invadido a Ucrânia", diz Boris Johnson

29 jun, 11:39
Boris Johnson na Cimeira da NATO em Madrid (AP Photo/Paul White)

Primeiro-ministro britânico diz ainda que o conflito é "o exemplo perfeito da masculinidade tóxica"

Boris Johnson afirmou, em entrevista à televisão germânica ZDF, que a guerra na Ucrânia é "o exemplo perfeito da masculinidade tóxica" e disse acreditar que, "se Putin fosse uma mulher, não teria invadido a Ucrânia".

“Se Putin fosse mulher, algo que obviamente não é, julgo que não tinha embarcado numa guerra tola de macho e violência da forma como ele fez. Se querem um exemplo perfeito de masculinidade tóxica, é o que ele está a fazer com a Ucrânia”, afirmou o primeiro-ministro britânico, citado pelo The Guardian.

O primeiro-ministro britânico afirmou ainda que "obviamente, as pessoas querem que a guerra acabe", mas que, neste momento, não há acordo disponível". "Putin não está a fazer ofertas de paz", afirmou.

O porta-voz presidencial Dmitry Peskov já reagiu às declarações de Boris Johnson, dizendo que "o velho Freud teria sonhado com tal objeto de estudo durante a sua vida", afirmou, à agência russa RIA Novosti.

A entrevista foi realizada após a cimeira do G7, no hotel Castelo Elmau, situado nos Alpes bávaros​, onde Boris Johnson foi ainda apanhado numa das conversas em que eram feitas piadas sobre Putin.

"Casacos vestidos? Casacos fora? Tiramos os nossos casacos?" perguntou Boris Johnson enquanto se sentava à mesa no pitoresco Castelo Elmau da Baviera.

Os líderes - do Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e também da União Europeia - ponderaram o dilema. O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, sugeriu "vamos esperar" pela fotografia oficial antes de o estragarmos, mas depois Johnson interrompeu, salientando "temos de mostrar que somos mais duros que Putin" e a piada continuou a rolar.

"Vamos exibir-nos a montar a cavalo sem camisa", disse Trudeau, referindo-se à famosa foto de Putin tirada em 2009, onde o presidente russo aparece montado sem camisa num cavalo. "A equitação é o melhor", rematou a Presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen.

Europa

Mais Europa

Patrocinados