Colisão com ave em pleno voo deixa motor de avião com problemas mecânicos - mas a aterragem no Ohio correu bem

CNN Portugal , MBM
24 abr 2023, 18:03

Um avião da American Airlines teve de regressar este domingo ao aeroporto de Columbus, no estado do Ohio, depois de uma colisão com pássaros ter causado problemas mecânicos no aparelho.

Segundo a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla original), a tripulação do voo 1958, com destino a Phoenix, reportou ter colidido com pássaros às 08:00 locais.

A CNN confirmou o regressou em segurança do avião ao aeroporto John Glenn Columbus. No Twitter, o aeroporto agradeceu às equipas de emergência "pela prontidão na resposta", esclarecendo que o avião teve "problemas mecânicos" e não "fogo no motor", como anunciara anteriormente.

No solo estava Ben Nines, homem que corria perto da universidade, quando se apercebeu de um barulho estranho. À CNN contou que olhou para cima e puxou imediatamente do telefone, gravando claros clarões de fogo no motor direito do avião. Ainda assim, e ao que é possível perceber nas imagens, a aeronave nunca perdeu o controlo.

Matthew Danek estava a bordo e assume que pensou o pior: "Sinceramente, foi a primeira vez na minha vida em que estava pronto para morrer", disse à WBNS.

A companhia aérea American Airlines disse num comunicado que "o voo aterrou normalmente" e o avião "foi retirado do serviço para manutenção e a nossa equipa está a trabalhar para os clientes chegarem a Phoenix".

Um caso de colisão com aves raramente acaba com feridos. De acordo com a FAA, em 2022 foram recebidos 17.191 relatos deste género.

Num dos casos mais famosos, em 2009, um piloto aterrou um avião da United Airlines no rio Hudson, em Nova Iorque.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Mais Lidas

Patrocinados