Produção de veículos sobe 11,2% em 2022

Agência Lusa , FM
13 jan, 14:14
Trânsito

A produção de veículos automóveis em Portugal aumentou 11,2% em 2022 face a 2021. Do total de veículos fabricados, 97,4% teve como destino o mercado externo, sendo que a Europa representa o mercado líder nas exportações, refere a ACAP

A produção de veículos automóveis em Portugal aumentou 11,2% em 2022 face a 2021, para 322.404 unidades, segundo dados divulgados hoje pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

“Em termos acumulados, em 2022 saíram das fábricas instaladas em Portugal 322.404 veículos, ou seja, mais 11,2% do que no ano anterior”, indica a associação em comunicado.

A ACAP destaca que, do total de veículos fabricados em Portugal no ano passado, 97,4% teve como destino o mercado externo, o que evidencia como o setor “contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”.

“A Europa continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 90,1% – com a Alemanha (21,2%), França (13,8%), Itália (12,3%) e Espanha (9,7%) no topo do ‘ranking’”, detalha.

Em 2022, foram produzidos em Portugal 256.018 veículos ligeiros de passageiros, um aumento homólogo de 11,7%, e 60.649 ligeiros de mercadorias, um ganho de 7,6%. Por sua vez, a produção de veículos pesados cresceu 31,6%, para 5.737 unidades.

Considerando apenas o mês de dezembro, foram produzidos em Portugal 29.879 veículos automóveis, o que representou um crescimento de 25,1% face ao mês homólogo de 2021.

Relativamente aos veículos automóveis montados em Portugal, em 2022 a montagem de pesados apresentou um crescimento de 5,9% face a igual período do ano anterior, para 197 unidades.

Apenas no mês de dezembro foram montados 16 veículos pesados, o dobro do mesmo mês de 2021, sendo que, pelo quinto mês consecutivo, apenas foram montados veículos pesados de passageiros.

De janeiro a dezembro de 2022 foram exportados 46,7% dos veículos montados em Portugal, representando 92 unidades, tendo o Reino Unido (56,5%) e a Alemanha (43,5%) sido os únicos destinos destas exportações.

Relacionados

Economia

Mais Economia

Patrocinados