Massagista que violou seis mulheres detido no Algarve

Agência Lusa , DCT
13 abr, 11:03
Polícia Judiciária

O detido foi já inquirido no Tribunal da Relação de Évora, que determinou que ficasse a aguardar o processo de extradição em prisão preventiva.

Um cidadão estrangeiro procurado pelas autoridades dos Países Baixos por ter violado pelo menos seis mulheres foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) em Vila do Bispo, Algarve, anunciou este sábado esta polícia.

De acordo com a PJ, os factos imputados ao detido ocorreram entre 2013 e 2017, altura em que exercia atividade profissional numa casa de massagens tântricas.

Aproveitando-se do facto de ser massagista, o homem, de 59 anos, violou pelo menos seis mulheres.

Atualmente, o fugitivo vivia num jipe, utilizado para fazer passeios, tanto no Algarve, como no Sul de Espanha.

O detido foi já inquirido no Tribunal da Relação de Évora, que determinou que ficasse a aguardar o processo de extradição em prisão preventiva.

A recolha de informação e realização de vigilância que levou à detenção foi realizada pela Unidade de Informação Criminal da PJ.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados