Pandemia adia audiência de testa de ferro de Nicolás Maduro nos EUA

Agência Lusa , BMA
5 jan, 07:15
Alex Saab
Alex Saab

Saab, de 50 anos, foi extraditado de Cabo Verde para os EUA em outubro, onde foi detido em 2020 na sequência de um mandado de captura internacional

PUB

A audiência para marcar o julgamento do empresário colombiano-venezuelano Alex Saab, considerado o testa de ferro do Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e acusado nos EUA de conspiração para lavar dinheiro, foi adiada para o próximo 16 de fevereiro.

A audiência marcada para a próxima sexta-feira, foi adiada na terça-feira pelo Juiz Robert N. Scola, de acordo com os documentos do tribunal, com a justificação da subida de casos da covid-19 na Florida.

PUB

"À luz do reforço da covid-19, se a audiência se realizasse a 07 de Janeiro, o arguido teria de ser colocado em quarentena durante 14 dias após a audiência, o que iria interferir com a sua capacidade de consultar um advogado", declara a decisão do juiz.

Saab, de 50 anos, foi extraditado de Cabo Verde para os EUA em outubro, onde foi detido em 2020 na sequência de um mandado de captura internacional emitido pelo sistema judicial norte-americano.

O homem de negócios enfrenta uma acusação de conspiração para cometer lavagem de dinheiro num tribunal de Miami, ao qual se declarou "inocente" em 15 de novembro perante a juíza Alicia M. Otazo-Reyes.

PUB
PUB
PUB

O Juiz Scola, no início deste mês, rejeitou sete acusações de branqueamento de capitais contra o arguido, que foi extraditado de Cabo Verde a 16 de outubro.

As reduções das acusações faziam parte do acordo de extradição com o Governo cabo-verdiano, de modo a que, se fosse considerado culpada, a sentença não excedesse a sentença que teria recebido nesse país africano.

Saab enfrenta uma pena de cerca de 20 anos se for condenado por uma única acusação no tribunal de Miami, uma pena que pode ser reduzida se fizer um acordo, que normalmente inclui a informação sobre outros.

O juiz Scola ordenou a 29 de novembro um veto público às provas e documentos apresentados como parte do julgamento do colombiano-venezuelano Alex Saab.

O juiz deferiu um pedido da Procuradoria dos EUA, com a aprovação da defesa da Saab, de acordo com os documentos do tribunal.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados