Agressões a profissionais de saúde provocaram 3.275 dias de faltas

2 abr, 07:57
Hospital Santa Maria (Lusa/Tiago Petinga)

REVISTA DE IMPRENSA || Agentes da PSP foram chamados a intervir em 2.144 situações

As agressões a profissionais de saúde provocaram 3275 dias de ausências ao serviço em 2023, avança o jornal Público que cita dados do Ministério da Saúde.

Durante o ano passado, médicos, enfermeiros e auxiliares de saúde do Serviço Nacional de Saúde foram vítimas de violência, com os agentes da PSP a terem de intervir em 2.144 situações, o que equivale a 23% dos profissionais que denunciaram estes episódios.

Em 2022 tinham sido reportadas 1.036 situações pela Direcção-Geral da Saúde.

“É o equivalente a um centro de saúde parado um ano inteiro”, afirmou o subintendente Sérgio Barata, que coordena o gabinete de segurança do Ministério da Saúde, ao jornal.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados