Vespa ou abelha. Qual a diferença? E há uma mais venenosa do que outra?

19 set, 18:00
Vespa (Pexels)

Acidente com estudantes em Évora, que foram atacados por vespas comuns, acontece numa altura em que esta espécie tem os ninhos cheios. E, por isso, ficam mais agressivas

O ataque de vespas comuns a estudantes da Universidade de Évora, durante uma praxe, pode fazer vir ao de cima um medo antigo. Chegou a falar-se num ataque de abelhas, mas confirmou-se, entretanto, que eram mesmo vespas comuns.

De uma forma geral, temos mais medo de ser picados por vespas do que por abelhas. Mas serão as vespas mesmo mais perigosas ou venenosas? Foi isto que fomos perceber com o entomologista Alberto Soares. “Não existe nenhum tipo de perigosidade adicional”, resume.

Então, o que as distingue? “No fundo, as abelhas são vespas que se tornaram vegetarianas. As vespas alimentam-se de néctares de flores. Mas, para alimentar as larvas, precisam de proteína animal. As abelhas deram o salto evolutivo e não necessitam disso. Começaram a alimentar as larvas com o néctar das flores”, explica o especialista em insetos.

Daí que, quando estiver agora no verão numa esplanada a apreciar um bife ou uma posta de peixe, possa sentir a presença de vespas. Elas estão à procura da proteína necessária para alimentar a nova geração.

E quando é que a vespa passa ao ataque? “Só ataca o ser humano para se proteger ou para proteger o ninho”. É o que terá acontecido em Évora, uma vez que o ninho se encontrava escondido num buraco no chão.

“A maior parte das vespas são sociais. E esta é a época em que são mais agressivas, quando têm os ninhos maiores. Teriam um ninho com muitas larvas”, descreve Alberto Soares, muito habituado a trabalhar com vespas e abelhas.

E deixa o conselho: “Não é tão fácil de notar um ninho de uma vespa. Podem estar numa planta rasteira. O problema poderá ser um ninho subterrâneo”.

Já no que respeita a veneno, diz, abelhas e vespas têm um veneno semelhante. O especialista em insetos descarta a ideia que ser picado por uma vespa seja pior do que por uma abelha. A picada de uma vespa comum, compara, assemelha-se a uma “queimadura de cigarro”.

“O veneno pode matar se a pessoa for alérgica, se houver outras patologias, ou se for em grandes quantidades. Não é normal que isso aconteça, até porque as pessoas são picadas e fogem”, refere.

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados