Esbofeteadas, pontapeadas e arrastadas pelos cabelos. Ataque a quatro mulheres em pleno restaurante na China gera onda de indignação

CNN Portugal , BCE
13 jun, 22:10

As imagens de videovigilância mostram as mulheres a serem agarradas, esbofeteadas, pontapeadas e arrastadas pelos cabelos no chão do restaurante. A violência das imagens provocou uma onda de indignação nacional e serviu como ponto de partida para um debate aceso sobre a segurança e os direitos das mulheres na China

Quatro mulheres foram vítimas de um ataque de extrema violência num restaurante localizado na cidade de Tangshan, a norte da China, na sexta-feira passada. As imagens de vigilância, entretanto divulgadas nas redes sociais, mostram a violência do ataque.

Um homem entra no restaurante e dirige-se a uma mesa onde um grupo de mulheres estava a jantar. O homem aproxima-se de uma das mulheres e levanta a mão na sua direção, ao que a mulher reage empurrando-o e agarrando-lhe no pulso.

Perante esta reação, o homem dá uma chapada na cara da mulher, dando assim início a uma luta entre os dois no meio do restaurante. Ao mesmo tempo que a mulher tenta afastá-lo, as suas amigas intervêm, tentando pôr um fim àquela situação, mas acabam por ser atacadas pelo primeiro homem e por um grupo de outros homens que entretanto se juntam à luta.

As imagens de videovigilância mostram as mulheres a serem agarradas, esbofeteadas, pontapeadas e arrastadas pelos cabelos no chão do restaurante. A violência das imagens provocou uma onda de indignação nacional e serviu como ponto de partida para um debate aceso sobre a segurança e os direitos das mulheres na China.

Suspeitos foram detidos

Perante a indignação geral, a polícia de Tangshan emitiu um comunicado no qual afirmava ter identificado os suspeitos do ataque, pelo que estavam em curso operações de busca para os encontrar. Mais tarde, num segundo comunicado, a polícia disse que duas das mulheres vítimas do ataque foram transferidas para o hospital. As outras duas mulheres sofreram ferimentos ligeiros, acrescentou-se no comunicado.

No sábado, a polícia de Tangshan anunciou a detenção dos nove suspeitos (sete homens e duas mulheres) e indicou, no mesmo comunicado, que as duas mulheres que foram transferidas para o hospital estavam estáveis e a receber cuidados médicos, não correndo risco de vida.

As autoridades locais solicitaram a abertura de uma investigação criminal, pedindo a transferência do caso para Lanfang, o que acontece em investigações mais sensíveis e importantes.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados