Obrigações de género na Islândia vêm combater "uma das face mais nefastas do capitalismo"

29 jun, 16:04

A Islândia é o primeiro país a adotar obrigações de género. Tiago Rolino, investigador da Universidade de Coimbra, saúda a medida, lembrando que a diferença salarial entre homens e mulheres na UE é de 16,2%. Em Portugal, sobe para 17,5%.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados