No final da cimeira de paz pediu-se a presença da Rússia

Jornalista TVI e TVI24.
16 jun, 22:31

A cimeira da paz encerrou este domingo na Suíça com um comunicado final a afirmar que a guerra feita pela Rússia continua a causar destruição e sofrimento em grande escala, e que uma solução para o conflito tem de se basear na integridade territorial da Ucrânia. Oitenta estados assinaram o documento, mas outros 12 não o fizeram, com destaque para Índia, Brasil, África do Sul e Arábia Saudita.

Não ficou definido o anfitrião para uma segunda cimeira, e vários países insistiram que é necessário incluir a Rússia nas próximas etapas do processo.

Europa

Mais Europa

Patrocinados