Da "incapacidade de controlar" o próprio território à presidência rotativa da Hungria - porque a adesão da Ucrânia à UE vai ser "difícil"

25 jun, 10:13

No dia em que se iniciam as conversações para a adesão da Ucrânia e da Moldova à União Europeia, Tiago André Lopes explica o quão “difícil” poderá ser a entrada dos dois países neste grupo europeu. Em causa, adianta o comentador da CNN Portugal, está a guerra iniciada pela Rússia e o facto de ambos os países não controlarem “a totalidade do seu território”. Além disso, a entrada da Hungria na presidência rotativa no Conselho da União Europeia poderá travar a agenda e colocar em pausa estas conversações.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados