600 mil toneladas: a quantidade de produtos agrícolas ucranianos que já terão sido roubados pelos russos

9 jun, 04:50
Como a comida foi transformada numa arma na guerra da Ucrânia

Os agricultores que não entregam a sua produção vêem-na retirada à força, ou "nacionalizada" pelos russos, denunciou um representante do Conselho Agrário da Ucrânia. Parte dos bens desviados foi enviada para a Síria

A Rússia já terá roubado cerca de 600 mil toneladas de produtos de empresas agrícolas ucranianas. A acusação é do vice-presidente do Conselho Agrário de Toda a Ucrânia, Denis Marchuk. Segundo este representante, os produtos roubados foram primeiro exportados para a Crimeia ocupada, e depois para portos internacionais.

"Atualmente, sabe-se que cerca de 100 mil toneladas de produtos foram enviadas para a Síria", disse Marchuk, em declarações reproduzidas pelo canal de Telegram do Centro de Imprensa da Ucrânia, e citadas pelo canal Suspilne.

"As ações da Rússia têm dois objetivos em simultâneo", afirmou Marchuk: o primeiro é " fornecer alimentos aos seus distritos federais, especialmente àqueles que não são agrícolas. O segundo objetivo é a componente comercial: o que é exportado são dezenas e dezenas de milhões de dólares", disse o vice-presidente do Conselho Agrário ucraniano.

Ainda segundo a denúncia deste responsável, os agricultores ucranianos são forçados a entregar as suas colheitas a troco de nada. "Se recusarem, os bens são-lhes retirados. Há também outra opção: a potência ocupante emite documentos sobre a 'nacionalização' da propriedade ucraniana", afirmou.

A Procuradoria-Geral da Ucrânia já tem a correr um processo criminal sobre estes roubos de produtos agrícolas, e essa informação também está a ser registada pelos serviços secretos ucranianos.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados