"As acusações são falsas". A resposta de Medina ao alegado envolvimento num "pacto secreto" com o PSD nas autárquicas de 2017

TVI
23 mai 2023, 20:08
Ministro das Finanças, Fernando Medina, participa na reunião do Eurogrupo em Bruxelas, Bélgica. 13 fevereiro 2023. Foto: Dursun Aydemir/Anadolu Agency via Getty Images

Revelada investigação judicial ao caso Tutti Frutti que trata os atuais ministros Fernando Medina e Duarte Cordeiro como suspeitos de envolvimento num alegado esquema para a colocação de pessoas em lugares para avenças e posições estratégicas em 2017

Confrontado com a investigação revelada pela TVI e CNN Portugal, Fernando Medina respondeu com estas declarações:

1. Não fui notificado ou ouvido pelo Ministério Público, em qualquer condição, sobre qualquer processo. 

2. Não firmei, participei ou tive conhecimento de qualquer “pacto secreto” ou entendimento pré-eleitoral com o PSD nas autárquicas de 2017 ou quaisquer outras eleições. A insinuação do contrário é falsa.

3. Não contratei assessoria específica às minhas participações na comunicação social, nem foi celebrado qualquer contrato ou avença pelo valor mensal referido. A insinuação do contrário é falsa.

4. Não concedi qualquer tratamento de favor a qualquer pessoa, entidade ou instituição. A insinuação do contrário é falsa.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados