Trabalhadores de distribuição e comércio estão este sábado em greve

Agência Lusa , CE
24 dez 2022, 08:21
Centro de distribuição da Sonae, na Azambuja

Reivindicam melhores salários, "condições dignas" de trabalho e negociação dos "Contratos Coletivos de Trabalho sem perda de direitos"

Os trabalhadores de distribuição e comércio estão este sábado em greve na véspera de Natal para exigir o encerramento aos domingos e feriados e aumento salarial, segundo o CESP - Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

"Nesta véspera de Natal, os trabalhadores do comércio vão estar em greve pelo aumento dos salários, condições dignas de trabalho e pela negociação dos Contratos Coletivos de Trabalho sem perda de direitos", refere o CESP, em comunicado, salientando que a precariedade do trabalho e na vida "é a realidade" que assola os trabalhadores deste setor.

Com a inflação, "sobretudo em bens essenciais e na energia, que tem feito desvalorizar os já baixos salários de quem trabalha no comércio, estes trabalhadores diariamente colocam as etiquetas com o aumento dos preços, mas não veem aumentos nos recibos de vencimento ao final do mês e leem nos jornais os lucros recorde das empresas", sublinha o sindicato.

O CESP pede ainda, além de aumentos e das negociações dos contratos coletivos de trabalho, a "valorização das carreiras profissionais" e "tempo para a vida pessoal e familiar". 

De acordo com o CESP, estão previstas várias concentrações no país, entre elas em Braga, na Praça da República (Arcada), às 10:00, em Lisboa, frente ao Continente Bom dia no Martim Moniz, às 11:00, em Coimbra, na Praça 8 de Maio, também pelas 11:00 e em Matosinhos, junto à Mercadona, com um piquete de greve às 05:30. 

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados