Taça da Liga: Penafiel-Sporting, 0-1 (crónica)

Ricardo Jorge Castro , Estádio Municipal 25 de Abril, Penafiel
14 dez 2021, 22:07

Via verde para Leiria com um vermelho pelo meio

PUB

O Sporting foi a Penafiel agarrar o primeiro dos quatro bilhetes para a ‘final four’ de Leiria.

Um só golo, aos 16 minutos, bastou para fazer a diferença num jogo que ganhou maior emoção naquela que terá sido, provavelmente, a única derrota dos leões neste jogo: a expulsão de Bruno Tabata aos 74 minutos, por acumulação de amarelos.

PUB

Quanto ao resto, Ruben Amorim sabe que continua com o Sporting na defesa do título alcançado em janeiro e ganhou mais do que um só jogo em Penafiel. Pôde rodar mais a equipa, ver ainda mais Gonçalo Esteves – numa altura em que está privado de Pedro Porro e Ricardo Esgaio – mas também João Virgínia ou Manuel Ugarte a terem mais minutos e oportunidade para mostrar serviço.

No marcador, TT. Tiago Tomás. Ou todo-o-terreno nas taças, alcunha que assenta a um nome que esta época, para já mais discreta quanto aos golos, tem faturado fora da I Liga. Depois do bis de há dois meses na Taça de Portugal, no Restelo, Tiago Tomás fez a diferença no marcador após uma hesitação de Gonçalo Loureiro e Leandro na defensiva, aproveitada pelo internacional sub-21, que desviou na recarga a um remate de Bruno Tabata defendido por Nuno Macedo.

PUB
PUB
PUB

Amorim mudou meia dúzia em relação ao Boavista, lançando, além de Virgínia e Gonçalo Esteves, Luís Neto, Daniel Bragança, Bruno Tabata e Tiago Tomás. Mas mostrou que, mesmo só precisando do empate, o jogo era para encarar muito a sério. Por isso, Coates ou Sarabia seguiram num onze do qual saíram Adán, Porro, Nazinho, Inácio, Matheus Nunes e Pedro Gonçalves, os últimos três lançados já na segunda parte.

Penafiel-Sporting: toda a reportagem do jogo

Antes do golo, o Sporting já tinha avisado num cabeceamento de Coates ao poste (8m) e assumiu o controlo e o domínio, perante um Penafiel que só se mostrou verdadeiramente em arrancadas de Edi Semedo pela esquerda. Feliz (25m) ainda teve uma ocasião, mas além de ter atirado ao lado, havia fora-de-jogo. Remates enquadrados e cantos na primeira parte, nem um. E isso disse da coesão e seriedade do Sporting, que até podia ter marcado novamente por Tiago Tomás aos 23 minutos, mas Nuno Macedo – responsável para que o marcador não tenha tido outros números – tapou caminho.

PUB
PUB
PUB

Na segunda parte, viu-se um Penafiel mais solto, mas um Sporting que, quando chegava, fazia-o com perigo e qualidade. Um desarme de Tiago Tomás permitiu uma primeira ocasião ao recém-entrado Pedro Gonçalves (49m) e, dez minutos volvidos, TT só não bisou porque Nuno Macedo fez uma excelente defesa. Pelo meio, Ronaldo cheirou o golo, num cabeceamento pouco ao lado após canto de Zé Valente.

Já com Matheus Nunes em campo e Pedro Ribeiro a ter refrescado a equipa com quatro mudanças, Tabata foi expulso sem necessidade e o jogo animou, com Leandro a disparar uma «bomba» que rasou o ferro da baliza de Virgínia. Robinho também tentou a sorte, mas a bola passou ao lado.

O leão faz via verde para Leiria, mas com um vermelho pelo meio, que tira mais uma opção para Amorim numa deslocação que se antecipa exigente a Barcelos, onde não estarão já Paulinho, Esgaio, Jovane e dificilmente haverá Palhinha, Vinagre e Feddal.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados