Portugal atinge máximo de incêndios deflagrados nas últimas 24 horas. Proteção Civil alerta para "situação quase inédita"

Agência Lusa , BCE
9 jul, 12:49

As autoridades indicam que há neste momento três incêndios a gerar maior preocupação no combate às chamas, nomeadamente em Ourém, Carrazeda de Ansiães e Vale da Pia

Portugal atingiu esta sexta-feira o número máximo de incêndios deflagrados este ano, com 121 ignições, anunciou este sábado a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), apelando à população para ter especial cuidado face ao esperado agravamento do calor.

No 'briefing' à comunicação social, realizado pelas 12:00 na sede do organismo, em Carnaxide (Oeiras), o comandante André Fernandes destacou que há três incêndios a gerar maior preocupação no combate às chamas, nomeadamente em Ourém (distrito de Santarém), Carrazeda de Ansiães (distrito de Bragança) e Vale da Pia (distrito de Leiria).

“Há um agravamento da situação, nomeadamente na região sul. Estamos a viver uma situação quase inédita do ponto de vista meteorológico. A situação vai-se manter e é proibido usar maquinaria nestes dias que se seguem para baixarmos o número de ignições, que têm vindo a aumentar”, afirmou o responsável da ANEPC, destacando que as 121 ignições registadas “são o máximo deste ano”.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados