Alemanha
55'
1 - 0
Hungria

Taça da Liga: Sp. Braga-Sporting, 1-0 (destaques)

Rafael Vaz , Estádio Dr. Magalhães Pessoa, Leiria
23 jan, 21:52

Abel Ruiz, porque cinco minutos chegam para mudar um jogo

A FIGURA: Abel Ruiz

Mudou a cara do jogo. Mesmo sem Banza, Artur Jorge preferiu abdicar de uma referência ofensiva e deixou o espanhol no banco. Foi praticamente uma hora a ver os leões dominarem a partida, até à entrada do avançado de 23 anos. Ruiz pôs logo em sentido a defensiva leonina e cinco minutos depois de estar em campo, fez o 1-0. O Sp. Braga não mais voltou a estar desconfortável na partida e muito deve a Abel Ruiz.

O MOMENTO: Abel Ruiz mostra como se faz (minuto 65)

Tinha sido uma hora de muito desperdício do Sporting e Abel Ruiz, cinco minutos depois de entrar, respondeu da melhor maneira ao cruzamento de Zalazar e pôs o Sp. Braga a vencer. 1-0 e o triunfo no bolso bracarense.

OUTROS DESTAQUES

João Moutinho

O corpo pode já não acompanhar, mas o futebol que João Moutinho tem para oferecer, aos 37 anos, é de alto nível – mesmo num jogo especial, frente ao clube onde se formou. O Sp. Braga foi durante muito inferior ao Sporting, foi remetido quase sempre para a sua defesa, mas o internacional português tentou sempre ‘colar’ o jogo dos minhotos. Bem posicionado, criterioso e calmo. Sabe muito, João Moutinho.

Rodrigo Zalazar

Regressou à titularidade e a aposta de Artur Jorge, à posteriori, pode dizer-se que foi ganha. Na primeira parte, foi dele a melhor oportunidade do Sp. Braga, num remate que saiu ao lado da baliza de Franco Israel. Subiu de produção no segundo tempo e fica ligado diretamente ao 1-0, com um grande cruzamento para Abel Ruiz. Reforço com R grande.

Pedro Gonçalves

Somou mais uma bela exibição a médio, o internacional português. Beneficia de jogar ao lado de Hjulmand, é certo, mas Pote vai dando mostras de que também é excelente a jogar na posição de oito. Muito em jogo, o número 8 do Sporting destacou-se sobretudo no momento ofensivo, como é normal. Sempre a dar fluidez ao jogo com bola dos leões, associou-se muito bem com os colegas, serviu-os com qualidade e ainda esteve perto de fazer um dos golos do ano, na primeira parte – começa a ser um hábito este tipo de momentos.

Eduardo Quaresma

Ruben Amorim continua a dar-lhe confiança, e o defesa-central continua a corresponder. Até viu um amarelo cedo, aos 15 minutos, mas isso afetou zero a exibição de Eduardo Quaresma. Imperial nos duelos, o jovem foi o elemento em maior destaque do setor defensivo verde e branco, com uma performance irrepreensível. A juntar a isso, demonstrou a qualidade de sempre no momento com bola. O Sporting tem aqui mais um central, definitivamente.

Nuno Santos

Fez quase tudo bem, Nuno Santos, mas faltou o mais importante: o golo. Sempre muito balanceado para o ataque, o ala do Sporting fez mais uma bela exibição no momento ofensivo, a mostrar-se por dentro e por fora e, mas esteve azarado no momento da finalização. Na primeira parte acertou duas vezes no ferro – com dois grandes remates –, e no segundo tempo, depois de um cruzamento de Gyökeres, falhou perante Matheus. Ainda assim, não foi por ele.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados