Covid-19: Putin toma vacina experimental intranasal

24 nov, 19:25
Vladimir Putin
Vladimir Putin

Presidente russo afirma que “não sentiu nada” e que tudo está a correr como planeado

PUB

Vladimir Putin tomou, nesta quarta-feira, uma vacina experimental contra a covid-19, administrada por via nasal.

A vacina está a ser desenvolvida pelo centro de investigação russo Gamaleya e ainda não se encontra em fase de ensaios, que foram aprovados em outubro pelo ministério da saúde.

PUB

Além da vacina experimental, o presidente russo recebeu também uma dose única da Sputnik V.

Citado pela CNN, Putin revelou que “não sentiu nada” após a toma das vacinas.

“Hoje, após estas duas tomas, já fui praticar desporto de manhã. Por isso, posso atestar que tudo está a correr como os cientistas afirmam”, contou.

De acordo com o diretor do Gamaleya, Denis Logunov, esta forma de administração, por via nasal, servirá para “induzir a imunidade de barreira”.

As vacinas ditas normais, através de injeção, são eficazes, mas são limitadas. Precisamos de propagar o agente nas membranas mucosas para induzir a imunidade de barreira”, explicou Logunov, numa conversa transmitida na televisão com Putin.

O diretor do centro responsável pelo desenvolvimento desta vacina garante, também, que esta é “conveniente, indolor e tem efeitos secundários mínimos”.

PUB
PUB
PUB

A pandemia na Rússia não dá sinais de abrandar, ajudada pelas baixas taxas de vacinação. De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, a covid-19 já matou mais de 260 mil pessoas na Rússia.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa