Rúben Dias: «Temos de respeitar a decisão do Rafa como ele pediu»

23 set, 16:43
Rúben Dias

Central do Manchester City não teceu muitos comentários à renúncia do ex-companheiro e projetou uma dupla com Danilo ou Djaló

A renúncia de Rafa Silva à seleção nacional ainda é tema de conversa em redor da Turma das Quinas. Esta sexta-feira, na antevisão ao República Checa-Portugal, Rúben Dias conteve-se nos comentários à decisão tomada pelo antigo companheiro no Benfica.

«Em relação ao assunto do Rafa não há muito a acrescentar. A decisão foi tomada pelo próprio, há que respeitar e, como ele pediu, não adianta fazer muitos mais comentários. A decisão está tomada e ponto final», salientou o defesa-central em conferência de imprensa.

Sem Pepe, que deixou o estágio da seleção devido a problemas físicos, Rúben Dias deverá jogar ao lado de Danilo no eixo central ou, então, formar uma dupla inédita com Tiago Djaló.

«A equipa está bem e pronta. Como é óbvio, o cenário ideal é contar com todos. Infelizmente, o Pepe teve de sair, mas a equipa está forte e preparada para o duelo de amanhã», projetou o jogador do Manchester City.

«Já estamos juntos há muito tempo, mas creio que é a minha primeira vez com o Djaló num estágio. Mas a nossa ideia está definida já há muito tempo e acaba sempre por ser mais fácil de nos conectarmos, embora nunca tenha estado com o Djaló. Já conheço o Danilo há muito tempo, a sua posição natural não é defesa-central, mas é uma posição que desempenha muito bem», acrescentou.

O avançado do Bayer Leverkusen, Patrick Schick, é a grande figura da seleção checa, mas Rúben Dias rejeitou «referenciar individualidades». «Devemos realçar a equipa deles e os perigos que nos podem criar. Têm as suas armas e estamos conscientes disso. Temos de estar bem, de nos preocuparmos connosco e sabermos daquilo que somos capazes. Assim, tudo ficará mais fácil.»

O central concordou ainda que o número de jogadores portugueses na Premier League ajuda a elevar a qualidade da seleção nacional, pois traz «experiência de um dos contextos mais difíceis que existe no futebol».

A terminar, Dias deu o mote para o jogo deste sábado: «Preocupamo-nos apenas com ganhar. É mais um jogo de uma competição importante para nós. Com a competição que está para chegar [Mundial], esta é mais uma oportunidade para melhorarmos. O caminho é só um: jogar para ganhar.»

O encontro entre República Checa e Portugal está marcado para as 19h45 deste sábado, na Eden Arena, em Praga, e será arbitrado pelo sérvio Srdjan Jovanovic. Poderá seguir a partida AO MINUTO no Maisfutebol.

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados