Esta casa foi inundada por visitantes depois de aparecer num filme. E a culpa é do TikTok

CNN , Lianne Kolirin
17 mar, 16:00
Os visitantes têm aparecido em massa em Drayton House, a mansão rural inglesa onde o filme de sucesso “Saltburn” foi filmado (MGM/Amazon Studios)

Há publicações que tomam proporções inesperadas. É o que prova a história que se segue

A utilizadora do TikTok cujo vídeo mostra como encontrar a verdadeira casa do filme de sucesso “Saltburn” admite que “não fazia a mínima ideia” de que o conteúdo se fosse tornar viral.

Rhian Wiliams, de 47 anos, consultora de marketing e relações públicas no Reino Unido, disse à CNN que o algoritmo do TikTok “disparou” as suas publicações sobre Drayton House, a casa senhorial que serve de cenário a grande parte do filme escrito e dirigido pela realizadora Emerald Fennell, já premiada com um Oscar.

Entretanto, o dono do edifício em Northamptonshire, no centro de Inglaterra, deu uma entrevista ao tabloide britânico Daily Mail, onde concretiza que foi obrigado a reforçar a segurança, já que têm sido muitas as multidões a dirigir-se para o local para tirar fotografias e filmar-se à frente da propriedade.

O fluxo de visitantes parece ser o resultado de dois vídeos criados e publicados por Williams no TikTok no início deste ano.

O palacete é do século XIII e é utilizado atualmente como residência privada. Não está por isso aberto a visitantes (MGM/Amazon Studios)

Um dos vídeos mostra Williams a posar na parte de fora da propriedade, com a legenda “quando vives perto da casa de ‘Saltburn’”. O segundo dá instruções detalhadas para aqueles que gostariam de “visitar a casa de ‘Saltburn’”. Nele, Williams explica como chegar a Drayton House, mostrando mapas, pontos de referência e até um bom lugar para estacionar. Juntos, os vídeos atingiram 5,6 milhões de visualizações.

A mulher disse à CNN que decidiu publicar o conteúdo para destacar as atrações na sua área de residência. “Como empresária em Northamptonshire, mas também como apaixonada por filmes, casas senhoriais e jardins, não pude deixar de visitar este local no dia de Ano Novo, quando o país estava a curar-se da ressaca”, escreveu no email.

“É brilhante encontrar um pedaço desconhecido da nossa bela Northamptonshire num filme tão relevante como ‘Saltburn’. O nosso condado é tão belo, mas muitas vezes esquecido, em detrimento de locais como Cotswolds ou a Cornualha. Sou uma grande defensora de Northamptonshire como um condado para viver, trabalhar e visitar”.

Rhian Williams fez um vídeo para o TikTok a mostrar aos fãs de “Saltburn” como podiam encontrar Drayton House, onde o filme foi rodado (Rhian Williams)

Williams, que tinha menos de três mil seguidores na sua conta, com o nome “Better Be Know” [“É melhor que seja conhecido”, em tradução livre], disse: “Não fazia a mínima ideia de que os dois vídeos que fiz pudessem ser vistos 5,6 milhões de vezes. E aconteceu tudo muito rápido. Como não tinha muitos seguidores no TikTok, não pensei que o conteúdo se fosse tornar viral – mas devido à forma como funciona o algoritmo do TikTok, com centenas de pessoas a partilhar e a comentar o vídeo, disparou”.

O filme é protagonizado pelo ator irlandês Barry Keoghan, que interpreta um estudante convidado para passar um verão na propriedade de um colega de curso que é rico, chamada Saltburn. Numa entrevista à CNN, a realizadora explicou que o filme explora o conceito de “casa de campo britânica clássica e gótica”, inspirando-se em filmes como “Brideshead Revisited” ou “The Go-Between”.

Há pouca informação factual sobre a propriedade no domínio público mas, segundo a entidade responsável pelo património do país, a Historic England, remonta ao final do século XIII.

Charles Stopford Sackville, proprietário de Drayton House, confessou ao Daily Mail que subestimou o interesse que o filme iria gerar sobre a sua propriedade.

“Nunca imaginei que o interesse fosse ser tão grande. Isto é até esquisito”, disse. “Não o encaro como um elogio”.

O homem disse ao jornal que centenas de pessoas têm aparecido todas as semanas para posarem para fotografias e vídeos e para se filmarem a dançar no exterior da propriedade, num tributo a uma cena em que Keoghan dança nu à volta da mansão. A propriedade não está aberta a visitantes, por isso estes não podem entrar.

A maioria dos visitantes é respeitosa, mas o comportamento de alguns levou o proprietário a reforçar as medidas de segurança, disse, confirmando que mais de 50 pessoas procuram violar aquilo que era já propriedade privada.

Williams disse à CNN que não promoveu nem tolera este tipo de comportamentos. “Sejam quais forem as circunstâncias, os visitantes devem manter-se em território público – e não deixar lixo -, sendo assim ‘bons cidadãos do campo’. Não há motivo absolutamente nenhum para violarem território privado”.

Cinema

Mais Cinema

Mais Lidas

Patrocinados