Detido por burla e falsidade informática com dados de cartões de crédito

Agência Lusa , RL
12 jan, 13:20
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária

Suspeito de 38 anos utilizava dados de cartões para para creditar várias contas da plataforma “Revolut”. Movimentos apresentavam um total aproximado de 15 mil euros

PUB

Um homem suspeito de burla informática, falsidade informática e acesso ilegítimo, envolvendo dados de cartões bancários e movimentação ilegítima de cerca de 15 mil euros, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), informou hoje esta polícia.

Segundo a PJ, a investigação iniciou-se em meados de agosto de 2021 tendo por base vários casos de fraude com recurso a dados de cartões bancários, utilizados para creditar várias contas da plataforma “Revolut”, movimentos que apresentavam um total aproximado de 15 mil euros.

PUB

As diligências encetadas, refere a PJ, culminaram na identificação do suspeito, autor das várias ações criminosas, tendo posteriormente sido confirmado que geria uma página na Internet para venda de produtos de emagrecimento e afins, utilizando esse meio para obter dados de cartões de terceiros.

Na sequência da detenção do suspeito realizaram-se buscas domiciliárias e procedeu-se à apreensão de vários objetos relacionados com a prática criminosa, incluindo cerca de 25 registos de dados de cartões de artigos obtidos através daquele estratagema.

PUB
PUB
PUB

O detido, de 38 anos, vai ser submetido a interrogatório judicial para aplicação da medida de coação.

A investigação esteve a cargo da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T) da PJ, em cooperação com o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loures/4.ª Secção.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados