Morreu a atriz Raquel Welch

CNN Portugal , MJC
15 fev, 19:51
Raquel Welch (AP Photo)

"Sex symbol" dos anos de 1960 e 70, Raquel Welch tinha 82 anos

A atriz norte-americana Raquel Welch morreu aos 82 anos. A atriz, que fez sucesso no cinema principalmente nos anos de 1960 e 70, faleceu esta quarta-feira após um breve período de doença, de acordo com o site TMZ. A morte foi confirmada pela família.

Raquel Welch é o nome artístico de Jo Raquel Tejada, que nasceu em Chicago, a 5 de setembro de 1940, filha de pai boliviano de origem espanhola e de mãe irlandesa-americana. A família mudou-se para a Califórnia quando ela tinha apenas dois anos, teve aulas de dança em criança e, já adolescente, participou em concursos de beleza. Quando decidiu ser atriz, passou a usar o apelido do marido - como forma de evitar ficar reduzida aos papéis de "latina" -  que manteve, mesmo depois do divórcio.

Depois de conseguir pequenos papéis em várias produções, como por exemplo "A House is Not a Home" e o musical "Roustabout", tornou-se conhecida em 1966, com a sua participação no filme de ficção científica "Viagem Fantástica", após o qual conseguiu um contrato com a 20th Century Fox para fazer "One Million Years B.C." ("Quando o Mundo Nasceu") - apesar de apenas ter três falas em todo o filme, foi Raquel, a sair do mar, com um biquini de pele, que acabou por tornar-se a imagem mais conhecida do filme. E ela transformava-se assim no novo sex symbol de Hollywood. Em 2011, a revista Time listou o momento no "Top 10 Bikinis da Cultura Pop".

Ainda em 1966, contracenou com Marcello Mastroianni no filme italiano "Dispara forte", realizado por Eduardo De Filippo; no mesmo ano apareceu no filme "As Feiticeiras"  como Elena no segmento "Fata Elena". Ainda em Itália, foi a única americana no elenco do filme "A Mais Antiga Profissão do Mundo". Interpretou a Luxúria na comédia "Os Sete Desejos" (1967, mais conhecido pelo título original "Bedazzled"), de Stanley Donen, e contracenou com Frank Sinatra em "Uma Mulher no Cimento" (1968). Causou grande rebuliço com as cenas de sexo com o atleta negro Jim Brown no western spaghetti "100 Armas ao Sol" (1969), e como transgénero em "Myra Breckinridge" (1970) - adaptado do romance de Gore Vidal e estrelado por Mae West, na altura já com 77 anos.

O ator James Stewart com Raquel Welch em 1976 (Getty Images)

Conseguiu boas críticas em "Kansas City Bombe" (1972) e "A Noite do Pecado" (1975), ganhou um Globo de Ouro de Melhor Atriz em Musical ou Comédia em 1974 pela sua atuação em "Os Três Mosqueteiros" e foi nomeada para o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme para Televisão pela sua atuação em "Right to Die (1987). Mas apesar disso nunca foi muito levada a sério no meio cinematográfico. Nos anos 80, grande parte da sua carreira passou pela televisão.

Em 1995, Welch foi escolhida pela revista Empire como uma das "100 estrelas mais sexy da história do cinema". E a Playboy classificou Welch em terceiro lugar na sua lista das "100 estrelas mais sexy do século XX". 

Em 2001, particiou no filme "Legalmente Loura", com Reese Witherspoon.

Raquel Welch (AP)

 

Artes

Mais Artes

Patrocinados